8 – NÃO SE TURBE O VOSSO CORAÇÃO

8 – NÃO SE TURBE O VOSSO CORAÇÃO

 

Vamos abrir nossa Bíblia em João capítulo 14, versículos do 1 ao 3:

1) Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. 2) Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito; vou preparar-vos lugar. 3) E, se eu for e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos tomarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também.

A coisa mais normal na vida do cristão, na vida daquele que busca a Deus é turbar o coração. ‘‘Não turbe o vosso coração’’, significa não ficar triste, não ficar desanimado.  Mas a coisa mais normal da vida do verdadeiro cristão (não na vida daquele que se diz cristão), é vê-lo de que forma?  Turbado de coração.  É vê-lo triste, chateado, amolado, abatido… E era para ser assim?  Não era. 

Jesus percebeu que os discípulos começaram a ficar tristes, começaram a sentir desânimo, sentir desmotivados;  então, Jesus, falando com eles, procurou levantar a moral, tirá-los do estado de espírito que se encontravam.

Então, Jesus disse assim: ‘Na casa de meu Pai há muitas moradas..’’ Ele estava querendo dizer para eles que a casa deles não era aqui, que o lugar deles não era aqui, era na casa do Pai.   Uma das coisas que nos fazem ficar tristes, turbados de coração, sem motivação, é porque não aceitamos a idéia de que nossa casa não é aqui.  Não admitimos, não aceitamos que estamos numa casa alheia, num mundo errado que não é o nosso.   ‘Vira e mexe’, estamos com o semblante caído, estamos turbados de coração, tristes.

Agora, examine a causa disso, se não é alguma coisa relacionada com esse mundo; ou seja, não queremos sair da casa que estamos e irmos para a casa de nosso Pai; não queremos partir daqui, queremos ficar aqui.  E é por causa disso que o coração entristece, que ficamos tristes; pois colocamos o coração numa coisa que não podia, colocamos nossa esperança em algo que não deu certo, edificamos num lugar que não foi bom, esperamos, confiamos e nos demos mal.   Aí, vem o abatimento, a desmoralização; nos sentimos desmoralizados, sem forças, sem moral, sem nada.

Nós temos um caminho, e seria bom que definíssemos que o nosso caminho é esse, mesmo com lutas, tribulações, com perdas, com dor. Eu me lembro daquela música da minha época da Comunidade: ‘‘Eu sei que tudo podes meu Amado; nenhum dos teus planos é frustrado; ainda que com perdas e com dor, pra sempre seguirei a Ti, Senhor’’. A Comunidade Evangélica tinha uma visão correta, pois no sonho que Deus me deu, a menina era virgem; só que perdeu a visão; mudou de idéia. 

Hoje é pregado que o cristão não pode passar por nada, não pode sofrer nada, não pode aceitar nada, e é nisso que nos perdemos.   Por quê? Porque colocamos nossa confiança no mundo que está ao nosso redor.  E Jesus, com trinta e três anos, já estava cansado de viver nesse mundo.   E nós queremos viver até os sessenta, setenta, oitenta, noventa anos.  Mas isso tudo é falta de Deus.  É preciso buscar mais a Deus; preciso confiar mais em Deus; a Igreja precisa buscá-lo muito mais. 

Quando você vê a Igreja turbada, coração abatido, triste, é porque está faltando buscar a Deus, falta o Espírito Santo;  ela está sendo uma Igreja voltada para o mundo, uma Igreja carnal.  E não tem jeito, pois o mundo nos odeia.  Mais cedo ou mais tarde, você vai ter a decepção, não tem como.  A não ser que a palavra de Deus esteja errada.

Jesus, percebendo que os discípulos estavam tristes, disse: ‘‘Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito; vou preparar-vos lugar.  E, se eu for e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos tomarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também’’. Ele estava querendo dizer que você não precisa ficar desejando morrer, mas que você não venha ser pego de surpresa, colocando sua confiança nas coisas; não vai ficar na ilusão de que podemos investir neste mundo e que vamos ter o retorno; ou seja,  achar que fazendo isso ou aquilo, e você vai ter sua satisfação, seu prazer, sua alegria.

A nossa esperança é Deus, precisamos buscá-lo, para não sermos pegos de surpresa.   Eu falo isso para vocês, porque eu entro em contato com os turbados.   Onde vocês acham que os turbados vão bater?  Quando está tudo bem, ficam por lá; mas quando estão tristes, ameaçados, abatidos…   Vai analisar, colocaram sua confiança neste mundo.

Jesus disse que para onde Ele ia, eles sabiam o caminho.  Qual é o caminho?  O caminho é Deus, é buscar Deus.

Vamos abrir no Salmo 37:

1) Não te enfades por causa dos malfeitores, nem tenhas inveja dos que praticam a iniqüidade.

2) Pois em breve murcharão como a relva, e secarão como a erva verde. 3) Confia no Senhor e faze o bem; assim habitarás na terra, e te alimentarás em segurança. 4) Deleita-te também no Senhor, e ele te concederá o que deseja o teu coração. 5) Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele tudo fará. 6) E ele fará sobressair a tua justiça como a luz, e o teu direito como o meio-dia. 7) Descansa no Senhor, e espera nele; não te enfades por causa daquele que prospera em seu caminho, por causa do homem que executa maus desígnios. 8) Deixa a ira, e abandona o furor; não te enfades, pois isso só leva à prática do mal. 9) Porque os malfeitores serão exterminados, mas aqueles que esperam no Senhor herdarão a terra. 10) Pois ainda um pouco, e o ímpio não existirá; atentarás para o seu lugar, e ele ali não estará. 11) Mas os mansos herdarão a terra, e se deleitarão na abundância de paz.

Logo no versículo um diz: ‘‘Não te enfades por causa dos malfeitores’’.  O que significa isso?  Não fique chateado, não fique amolado, não fique turbado, porque isso vai ser um mal para você.   Aí, você encontra com a pessoa e ela está contrariada ou com alguma coisa ou com alguém do mundo ou da Igreja.   Não te enfades por causa dos malfeitores, nem tenhas inveja dos que praticam a iniqüidade’.   A pessoa anda no caminho, mas não tira os olhos dos ímpios. 

Ainda no Salmo 37, agora no versículo 39: ‘Mas a salvação dos justos vem do Senhor; Ele é a sua fortaleza no tempo da angústia’.  Você está andando no caminho, e Jesus disse que Ele era o caminho, então, o caminho é a vida Dele; aí você está no caminho, andando no caminho, mas olha para a direita, quando pensa que não, olha para a esquerda.  Então, vem a angústia, vem o medo disso, o medo daquilo, vem o desânimo, a revolta, vem o ódio, vem a inveja, uma série de coisas que lhe deixam contrariado.   Ficamos contrariados justamente por estarmos no caminho, pois se não tivéssemos, mandaríamos tudo para o inferno, resolveríamos do jeito que o mundo resolve; tomava umas pingas, xingava um pouco e pronto.  Mas você sabe que não pode fazer isso.   Se você for agir dessa forma, você fica mais angustiado ainda, mais revoltado ainda.  ‘‘Que Filho de Deus sou eu…’’ E fica mais abatido, pois deu lugar ao inimigo.

Quando vejo a pessoa angustiada, turbada, de uma coisa tenho certeza, ela não está orando, ela não está buscando a Deus.   Queremos resolver o problema, encontrar a solução, mas o nosso espírito não quer orar, não quer falar com Deus.  Queremos melhorar para orar, ao passo que, você vai orar para melhorar.    

Nosso altar tem que existir. No deserto, a primeira coisa que o Povo de Deus fazia quando paravam para acampar, era furar o poço e construir o altar. O poço de Abraão, o poço de Jacó… Aquele poço, aquela cisterna, aquela água, simbolizam a sua vida espiritual, que sempre deve estar com água viva, água em condições de beber. 

Então, aquele poço simboliza a vida.   E o altar simboliza como se fura a cisterna.  É ali no altar que você fura o poço, que você vai atrás da água, que você vai buscar a água. 

Acredita, Deus diz: ‘‘Invoca-me no dia da angústia que eu te livrarei. Eu vou preparar lugar para vocês; Eu estou aqui com vocês justamente para levar você para lá.’’  Invoca-me que Eu vou te ajudar.  Eu estou preparando você é para o céu; Eu quero você é lá.  Então, é por isso que Eu quero te ajudar’

Na hora que você se sentir ofendido, se sentir prejudicado, se sentir sozinho, não caia na bobagem de deixar Deus não.  Aí, que você tem que grudar na barra do vestido Dele e dizer: ‘‘Senhor, não me deixe; não retire de mim o teu Espírito’’.  É a mesma coisa que pressão alta, você sentiu que a pressão subiu, tem que tomar logo providências para baixá-la.  Se você sentiu que está caminhando para a angústia, para o abatimento, para o turbar de coração, sentiu que está entrando neste estado de espírito, reaja imediatamente, invoque o Senhor, ponha o joelho no chão e chore para Deus, e Ele te alivia na hora.

Isso aconteceu porque você estava de olho em alguma coisa, o seu pé estava em algum lugar, sua mão estava em alguma coisa, etc., e Deus traz você novamente.  Como pode existir uma Igreja, como pode existir um Povo de Deus que não proceda desta forma?  A Igreja não pode levar as coisas no peito e na raça, levar as coisas pela carne;  ainda mais sendo contra quem?  Contra os demônios.  Só que você não vê, mas eles estão ali.

É um erro enorme achar que tem que ficar bom para andar no caminho do Senhor; achar que tem que parar de beber, de fumar, de roubar, para ficar no caminho; que tem que parar de pecar para ficar no caminho.   O pecador entra no caminho.  De que forma ele entra?  Pecador.

O centurião quando precisou de Deus, se julgou tão fora, tão diferente daquilo que Jesus pregava, que disse para Jesus: ‘‘Eu estou com um problema, mas não precisa do Senhor ir lá em minha casa não, basta uma palavra Sua que resolve tudo’’.   O que Jesus viu naquele centurião?  Que ele tinha fé. Certamente ele pensou: ‘‘Eu não quero saber o que eu sou ou o que eu faço, não quero saber dos meus defeitos, mas nesse homem eu acredito!’’  É isso que você precisa fazer.

Mas, aí vem a justiça própria, a auto confiança, e estas coisas são ruins demais.  Começamos a achar que as coisas estão indo bem porque eu estou indo bem; que está tudo bem porque eu estou me esforçando.  É melhor andar pela fé; é melhor orar, falar com Deus.  Vamos criar um hábito de orar.  Se você não está passando por nada, ore pela dificuldade do outro.   Ore a Deus por um Povo, por uma Igreja.  ‘‘Senhor, que o oprimido me procure, que o abatido me procure; estou sentindo uma necessidade grande de ajudar’’.   Vamos entender a importância que tem a sua fé.

Vamos abrir na passagem do centurião. Lucas capítulo 7, versículos do 6 ao 10:

6) Ia, pois, Jesus com eles; mas, quando já estava perto da casa, enviou o centurião uns amigos a dizer-lhe: Senhor, não te incomodes; porque não sou digno de que entres debaixo do meu telhado; 7) por isso nem ainda me julguei digno de ir à tua presença; dize, porém, uma palavra, e seja o meu servo curado. 8) Pois também eu sou homem sujeito à autoridade, e tenho soldados às minhas ordens; e digo a este: Vai, e ele vai; e a outro: Vem, e ele vem; e ao meu servo: Faze isto, e ele o faz.  9) Jesus, ouvindo isso, admirou-se dele e, voltando-se para a multidão que o seguia, disse: Eu vos afirmo que nem mesmo em Israel encontrei tamanha fé.  10) E voltando para casa os que haviam sido enviados, encontraram o servo com saúde.

O centurião volta e encontra a obra de Deus realizada.  Eu quero te dizer o seguinte:  Às vezes, você faz um mau juízo de você mesmo.   Quero te dizer que você não é tão ruim assim.  O que você faz, pode ter certeza, que tem gente que faz muito pior.  Tem pessoas muito piores que você, e que acham que são boas.  Os defeitos que você tem, não podem comparar com os defeitos que muitos têm.  Mas, esse reconhecimento é uma questão de humildade, e Deus agrada disso. Só que existe um detalhe, se o centurião não tivesse aquela oportunidade, ele não teria conhecido Jesus. 

Eu quero dizer para você que você pode buscar a Deus, não precisa esperar a oportunidade chegar.   E quando você começar realmente a buscá-lo, você vai ver a obra de Deus; quando você começar a buscar a Deus, mesmo com todos os defeitos que você tem, mesmo na situação que você se encontra, você vai orar e dizer: Senhor, tu és a minha força, tu és a minha salvação, não há outro Deus em quem eu possa confiar, não há outro nome no qual eu possa esperar.   A quem irei? Onde buscarei ajuda? O Senhor é a minha ajuda, não leve em conta os meus pecados e as minhas iniqüidades, não olhe para isso, pois sou pecador.  Mas eu te amo, Senhor; mas eu te quero, Senhor.  Tem misericórdia de mim!

Aí, você vai lembrando dos versículos.  A aljava é aquele lugar onde você põe as flechas, é a bolsa onde se coloca as flechas.   Então, você pega uma e joga no inimigo.  Tenha o hábito de sempre pegar um versículo para ler.  Aquele versículo vai se tornar uma flecha contra o inimigo.   Os versículos vão se acumulando na aljava e se tornarão uma arma contra o inimigo.  

Quando você for orar, pensando que todo mundo tem direito e você não tem, pensando que todo mundo é bom e você não é, pensando que todo mundo vai ser salvo e você não vai, procure tirar isso da sua cabeça.  Faça o contrário, creia, espere em Deus, confie em Deus.

Você vai pegar um versículo, e ele vai acertar bem na testa do inimigo, como Davi pegou e bateu bem na teste de Golias; e ele vai ser a sua salvação.   Junte na aljava muitos versículos.

Aqui no Salmo 37 tem uma quantidade de versículos tremendos, por exemplo, no 3: Confia no Senhor e faze o bem; assim habitarás na terra, e te alimentarás em segurança.   Você pega um versículo desse e pode sair para rua.   Quando você for fazer o mal, você vai lembrar do versículo e volta atrás, e acaba não fazendo o mal.

Vamos ao versículo 8: Deixa a ira, e abandona o furor; não te enfades, pois isso só leva à prática do mal.   A ira vai te levar a uma situação pior do que aquela em que você já estava. 

Treine, exercita, o exercício físico para pouco se aproveita.  Você vai na academia, faz natação,  corre vários quilômetros, fica na esteira, isso ajuda um pouco,  mas o exercício do Evangelho…  Exercitar o Evangelho, praticar o Evangelho é muito melhor.  Pegue estes versículos e ponha no seu coração, encha a sua aljava, exercite, e você vai perceber o quanto vai ser bom para você.  Como no exercício físico, que melhora o nosso sono, nossa disposição.

Agora os versículos 20 a 25:

20 Mas os ímpios perecerão, e os inimigos do Senhor serão como a beleza das pastagens; desaparecerão, em fumaça se desfarão.  21 O ímpio toma emprestado, e não paga; mas o justo se compadece e dá. 22 Pois aqueles que são abençoados pelo Senhor herdarão a terra, mas aqueles que são por ele amaldiçoados serão exterminados. 23 Confirmados pelo Senhor são os passos do homem em cujo caminho ele se deleita; 24 ainda que caia, não ficará prostrado, pois o Senhor lhe segura a mão. 25 Fui moço, e agora sou velho; mas nunca vi desamparado o justo, nem a sua descendência a mendigar o pão.

Vocês acham que Jesus leu isto e colocou em prática? Eu nunca vi alguém que busca a Deus mendigar o pão.  Eu nem digo justo, pois todo justo é aquele que busca a Deus.   A justiça do justo é Deus. Por que ele é justo? Porque ele busca a Deus, ele fala de Deus, ele tem Deus, pega um versículo e lê, ele sabe que aquilo é sua proteção, sabe que o justo é abençoado por Deus. 

Não queira ser bom para depois buscar a Deus, pois você nunca vai conseguir.   Ponha Deus na sua aljava, no seu bolso, no seu coração, e clame por Ele, pois Ele é nossa salvação.  Em tudo Ele é nossa salvação, no tempo da angústia, no dia da opressão, na hora que você quer solução.  Você não sabe o que vai resolver da sua vida, então vá buscar a Deus, e Deus proverá.  As coisas de Deus são assim.   Às vezes, você nem sabe por onde começar, mas você olha para o céu e diz: ‘‘de lá vem a solução, de lá vem o meu socorro, de lá vem a providência de Deus.  Não sei se vai dar certo ou não, se posso ou não posso, mas o Senhor sabe de tudo, o Senhor vê tudo; nada escapa aos seus olhos.  Então, guia os meus passos, ensina o caminho que eu tenho que andar. Tem misericórdia de mim, estou precisando do Senhor demais.  Estou aflito, cansado, angustiado, e eu sou um homem de Deus’’.

Precisamos aprender a sentir a necessidade de Deus, aprender a sentir a falta de Deus, aprender a sentir quando você está perdendo e quando você está ganhando.

Ainda em João capítulo 14: ‘‘Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por Mim’’.  Jesus estava querendo dizer o seguinte: ‘‘Vai por Mim que você vai se dar bem’’.

O que Deus mandou você fazer hoje?   FURAR O POÇO.  Como se fura o poço?  Orando.  Sabe por que você não fica alegre?  Porque você não ora, não busca a Deus, o Espírito de Deus vai apagando, e ficamos confiados na carne, e ela vai ficando fraca; aliás,  ela já é fraca.

VISÃO: ‘Vi o Rossini sentado num deserto, muito cansado.  E veio um homem trajando roupa de árabe, com um camelo.  Ele ofereceu o animal para o Rossini e o ajudava a subir no camelo’’.  Deus sabe que eu estou sentado num deserto quente, e eu preciso de ajuda.  Mas quem pode me ajudar?   Mas, na prática, eu preciso de orar, senão, eu não tenho nem palavras para falar aqui, nem força, nem ânimo para falar.  Se existe uma pessoa que não pode parar de orar e de buscar a Deus aqui, sou eu.  Um pode parar uma semana, o outro uns trinta dias, mas eu não posso parar; mas têm outros irmãos e irmãs que também não devem parar.   Temos que dar força para os outros, dar animo para os outros.

Deus abençoe essa Igreja.  Paz a esta Igreja. A Bíblia diz para buscarmos a paz e nos empenharmos em alcançá-la.   O que é a paz? É o Espírito Santo.   Quem quer paz?  Então, recebam a paz, em nome de Jesus.

Vamos curvar nossas cabeças e agradecer a Deus que nos deu a paz.  Deixo a minha paz, não como o mundo dá.  Deixo uma paz que o coloca em comunhão com Deus, que lhe dá um Espírito de santidade, de justiça; deixo uma paz duradoura, permanente em sua vida.   PAZ A ESTA IGREJA.

5 de Respostas para “8 – NÃO SE TURBE O VOSSO CORAÇÃO”

  1. ana paula disse:

    ola adorei a msg de deus pois ela falou verdadeiramente com migo eu estava bastante triste pois essa palavra me ajudou a confiar mas em deus.

  2. jhenifer disse:

    amei essa palavra,realmente foi DEUS que a enviou para mim!
    percebi que tudo que precisava era mas confiança em DEUS !
    que vcs sempre possam ser um instrumento de DEUS,
    DEUS abençoe vcs !

  3. waldimar garcia disse:

    O mais interessante é que a palavra vem de encontro ao que você está sentindo mesmo que seja pregada a algum tempo atráz, como realmente a soluçao é nao deixar de falar com DEUS de orar de pedir que DEUS me perdoe por tantas vezes confiar na carne, que toda igreja possa ler esta reunião e criar o ábito de orar sempre pois só DEUS sabe como te aliviar na hora que voce precisa.

  4. Luiz Rafael disse:

    Muito boa a mensagem. Quando buscamos no Senhor encontramos, para isto, basta que estejamos atentos nas oportunidades, na busca de preparar uma mensagem, buscando referências na internet a respeito de João 14, cheguei até aqui, e pude ter um renovo espiritual!
    Que o Senhor continue te abençoando!

  5. dhonattas disse:

    Estava muito precisando dessa palavra… gloria Deus aleluia

Comente esta materia...

Login - Desenvolvido por: Rafael de Miranda