Free songs

4 – A FÉ DE NOÉ CONDENOU O MUNDO

4 – A FÉ DE NOÉ CONDENOU O MUNDO

 

Deus abençoe a todos, que todos tenham uma boa noite. Amém? Vamos então abrir nossa bíblia em Hebreus capítulo 11 versículo 7, diz assim:

Pela fé Noé, divinamente avisado das coisas que ainda não se viam, sendo temente a Deus, preparou uma arca para o salvamento da sua família; e por esta fé condenou o mundo, e tornou-se herdeiro da justiça que é segundo a fé.

Se pegarmos aqui no capítulo 11 cada uma destas passagens, elas estão falando das experiências por que passaram nossos antepassados, nossos irmãos na fé.   E se analisarmos cada uma, vamos observar muitas coisas importantes, por exemplo: “uma pessoa foi avisada pela fé”; se não prestarmos atenção direitinho, vamos imaginar que uma pessoa veio e avisou a ele, fisicamente,  que ele a viu, e falou que ia acontecer isso, aquilo; mas não foi assim; foi pela fé.  Quando fala que foi pela fé, quer dizer que a pessoa não viu, não escutou, não é? Porque lá em cima (no versículo 1) fala que “a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se vêem.   Então, a fé é uma coisa importante demais; ela é fundamental na vida do cristão; é imprescindível.  O cristão vive pela fé,  o Filho de Deus vive pela fé; então, se ele vive pela fé, ele não vê, ele não pega, ele não sente, ele acredita. Quando a pessoa começa a querer ver, querer prova, é sinal que ela está perdendo a fé; é sinal que ela vai se atrapalhar;  ela vai perder a fé.  E sabemos que a fé é o fundamento; quando você tira o fundamento, tira a base, a pessoa cai.  Então o que aconteceu?  Perdeu a fé; ela não acredita mais.  Quando você começa a vida cristã, você abre o livro (bíblia) e lê; você acredita que Deus está falando com você: “nossa que coisa boa, Deus falou comigo aqui”; e aquela fé o  alimenta, lhe dá força, lhe dá esperança.   Se você estava abatido, você se renova, nasce dentro de você uma esperança.  Vem um outro dia e você lê um salmo pela primeira vez, e você crê, e fica feliz, fica animado; se tinha algum abatimento, desaparece, etc.  Um sonho, nunca tinha ouvido falar em sonho e nem em visão: “como foi? Você viu mesmo? Foi assim, foi assado…” e ela fica toda impressionada com aquela visão; ela acredita, “olha, Deus mostrou isso”.  Essa fé é a base, é o fundamento da vida dela; com essa fé, ela vai longe.  Mas o que acontece?  Vem à tribulação, vêm os problemas, vêm as coisas e ela começa a colocar dúvida, ela começa a não acreditar, ela começa a duvidar. O que é dúvida?  Fé é acreditar. Dúvida é perder a fé, é não acreditar mais.  E pelo fato da pessoa não acreditar, ela vai perdendo a base, o fundamento; vai perdendo aquilo que a sustentava, vai perdendo aquilo que fazia com que ela fosse um Filho de Deus.  O que a mantinha de pé, o que fazia com que ela não matasse, não roubasse, não mentisse, era o temor; esse temor veio pela fé.  E aí ela começa a perder a fé, começa a não acreditar, e começa voltar a fazer tudo o que ela fazia, naturalmente.  Então, o que diz as escrituras? “O cão volta ao seu vômito (Prov. 26:11)”,a porca volta lá pra lama (II Pedro 2:22).

Porque o que mantinha você era a fé; a esperança de tudo era a fé; você perdeu a fé, não acredita mais, não teme. Quem perdeu a fé, perdeu o temor de Deus. E aí então, começa a fazer as coisas; “ah não aconteceu nada; fulano faz e não acontece nada, cicrano faz e não acontece nada, eu vou fazer também”; e aí vai perdendo a fé. “Cicrano  não está vindo  na reunião e parece que está melhor do que eu”; “o outro faz o que quer e não acontece nada”; “fulana, bertrana  estão ai aprontando e não aconteceu nada de mau na vida delas”; o que diz as escrituras? Que os maus testemunhos, os escândalos contribuem para derrubar a Igreja.  Porque a pessoa deixou de acreditar; ela viu aquilo e se escandalizou. Então, Jesus alertou muito quanto a isso, “cuidado para não se escandalizar”. Por isto, é importante saber tudo a respeito do Evangelho.  Porque quem sabe tudo a respeito do Evangelho, não se escandaliza; quem tem a base sólida, não se escandaliza, pode acontecer o que for.  Cuidado para que isso não venha a acontecer com você e você venha perder sua fé.

Lendo aqui em Hebreus capítulo 11, versículo 7: “Pela fé Noé, divinamente avisado das coisas que ainda não se viam…” O que ainda não se via na época de Noé? Ninguém via chuva, pois não chovia. E ele foi divinamente avisado, quando fala divinamente, é porque alguma coisa aconteceu e ele creu que foi Deus. Amém. Por exemplo, estamos aqui reunidos, temos a cooperativa, temos vocês aqui, nossas reuniões, os livros, os CDs, etc., tudo isso é porque um dia eu (Rossini) cri que foi Deus que havia falado comigo.  O dia que eu perder essa fé, não tem mais sentido estarmos reunidos aqui.  Porque, enquanto estivermos reunidos aqui, estamos guardando uma fé.  E se você me perguntar: “como você foi avisado?”, foi divinamente; eu fui divinamente instruído por Deus.  Aí foi passando o tempo e foram acontecendo as coisas que, para mim, testificavam, provavam que minha fé estava certa.  Muitas coisas aconteceram, dentre elas: visões, curas, libertações, etc., coisas que foram feitas através desta fé; através da minha mão, da minha oração, as coisas foram acontecendo.  Muitas coisas também aconteceram para poder tirar a minha fé.

Estes dias  fui à casa do “Seu” João, pai do Wellington, pois ele tinha feito uma cirurgia e estava muito amolado, triste.  Porque o homem é assim, não pode ficar doente que ele fica… Ele quer estar na rua, andando, trabalhando, fazendo as coisas.  E o seu João ficou lá, impossibilitado de sair por causa da cirurgia, abatido demais.  Quando a pessoa fica muito abatida, o que está acontecendo? A fé da pessoa está abalada, está correndo risco e isso é um perigo.  Aí, ele estava muito oprimido, amolado, chateado. Muitas coisas acontecem e colocam a nossa fé em risco, se não tiver cuidado, perde a fé; e uma pessoa sem a fé, é uma pessoa normal, igual às outras; que faz todas as bobagens que as outras fazem.

A nossa vida é diferente porque a nossa fé é diferente; em quem nós cremos é diferente; no que nós cremos é diferente.  Aí o seu João disse que fez uma oração assim: “Senhor, o Senhor sabe que eu amo o Senhor demais, e olha o estado em que eu estou, que situação eu estou.  Eu tenho certeza que o Senhor me largou, que o Senhor me abandonou, aliás, eu acho que o Senhor nunca olhou por mim”.  Jesus pregado na cruz,  crucificado, era para ele pensar: “Deus não existe”.

Tudo acontecendo ao contrário, “o pau caindo a folha” e ele ia ser pregado na cruz ali.  Muitos de nós, por qualquer coisa, pensa logo: “Deus não existe, Deus esqueceu de mim”, vocês concordam?  Porque Deus você não vê, você não pega, você tem Deus é pela fé; e a Igreja vai ser assim até o fim, porque se não fosse assim, estaríamos sendo injustos com os nossos antepassados.  Todos eles viveram pela fé, por que vai mudar agora?  Os ‘belezões’ dessa época, desse tempo, os ‘engraçadões’? Não, Deus não vai mudar. A regra continua sendo assim: você crê, você tem Deus, você não crê, então não tem Deus. É impossível sem a fé em Deus você ter Deus.  Só se tem Deus se for pela fé.  Por quê?  Porque Deus não tem jeito de pegar, cheirar, sentir, ver, não tem.  Eu volto a dizer: seria injustiça mudar a regra do jogo nessa altura.  Se todos os outros que conseguiram alguma coisa com Deus foi pela fé, Deus não vai mudar, por sua causa, por minha causa, por causa de ninguém. Ele vai continuar mantendo dessa forma: pela fé.

Aí, o seu João fez essa oração e foi dormir, e sonhou: Ele sonhou que  eu (Rossini) estava dormindo na casa dele, só isso. E ele levantou animado, contou para a Dona Adair:  “eu acho que Deus não me abandonou não, porque o irmão Rossini estava dormindo aqui”.  Ele acredita que Deus está comigo, olha só a responsabilidade que eu tenho.  Se ele não acreditasse que Deus estava comigo, não ia adiantar. Ele levantou satisfeito, crendo que Deus estava com ele.  Ele disse que foi a salvação dele. Permitiu ele continuar lutando, bastou um sinal.  Deus dá muitos sinais para nós, Ele não pode fazer diferente.  Mas, talvez para muitos aqui já não adianta mais sinais, mas para ele foi um sinal.  Muitos sinais são dados por Deus para que você creia.  Às vezes, a pessoas passa o dia inteiro preocupada com uma coisa e chega na hora da reunião a palavra fala com ele: “quem contou para o irmão Rossini o problema que eu estou passando?”.   E Deus falou exatamente aquilo que eu precisava ouvir.  E aquela fé na palavra anima,  dá a ele mais um pouquinho de disposição para andar mais alguns passos; ele dá um, dois, três, quatro, cinco passos e daqui a um pouquinho, ele precisa de mais o que? De mais um empurrão.

Por isto é que você não pode ficar muito tempo sem vir na reunião.  Por quê? Porque, quando Deus reúne a Igreja, Ele sabe da dificuldade que todo mundo está passando.  Ele dá uma palavra, e cada um recebe um incentivo, se prestar atenção, se ouvir, se acreditar que Deus fala; pois tem uns que nem acreditam que Deus fala.  “Eu vou lá porque Deus fala”. Quando não acredita, vai ficando cada vez mais difícil para a pessoa.   Não acredita mais em sonho, não acredita mais em visão, não acredita mais na palavra, não acredita mais na Igreja, como vai ficar a vida dela? A pessoa vai descartando os sinais, a maneira de Deus falar.  “Deus falou, antigamente, da seguinte forma, hoje, fala da seguinte forma”.

Fé é uma coisa simples demais, mas é fundamental. Quando você pega um versículo e acredita, você pega um dia e vai fazer efeito, outro dia e faz efeito; o dia que você começar a achar que aquilo não é mais verdade, não faz mais efeito; aí você vai pegar e não vai fazer efeito nenhum; aí, realmente, Deus não esta falando mais com você; Deus fala pela fé. Quando você crê, Ele está vendo você crer, então, ele faz questão de lhe dar… Quando o seu João orou, Deus viu a oração dele, sentiu o problema dele, e Deus deu uma palavra para ele: “eu estou com você”.  Não é porque a pessoa está bem de saúde, os negócios estão bem, não é porque você está ganhando dinheiro que Deus está com você não.  Jesus Cristo estava pregado na Cruz, carregando a Cruz, passando dificuldade e Deus era com Ele.  O que eu preciso? Eu preciso de uma palavra: “Senhor, me dá uma palavra que o Senhor é comigo”. Dificuldade, lutas, tribulações, mas Deus é comigo.  O que Importa é que Deus é comigo.  Reveses, perdas, prejuízos, quantas coisas podem acontecer; Ele preocupa muito mais com minha fé do que qualquer outra coisa; Ele pode me dar tudo num piscar de olhos e mudar tudo; eu ser curado, eu ser sarado, as coisas acontecerem do jeito que eu quero, muda de uma hora para outra; num piscar de olhos, Deus pode fazer. Mas para Ele tem muito mais importância a minha fé.  Então, quando eu creio, quando aceito, o que não posso admitir é que o Senhor se afaste de mim;  preciso saber que o Senhor é comigo, independente de tudo. Se Jesus é comigo, Ele sabe o que faz.  O maior problema nosso é o dia que perdermos nossa fé; pois aí vai embora o temor, o respeito, o juízo, a consideração, tudo o que você tem por Deus acaba.

Finalizando o caso do “seu” João, eu (Rossini) almocei lá, ele ficou alegre, ficou animado, contou o sonho, e eu estava realmente em falta. O interessante é que podem pensar que é negligência nossa, mas na minha cabeça eu queria ir à casa do “seu” João, mas nunca dava certo; como tem várias pessoas que querem falar comigo, e não é negligência nossa.  Quantas vezes Paulo quis ir ter com eles e foi resistido (I Tes. 2:18).  Mas uma hora eu vou falar com você, uma hora eu vou te visitar.  Às vezes, Deus não permite, ou o inimigo resiste, mas tudo concorre para o bem daqueles que amam a Deus. Deus permite para que a nossa fé seja Nele e não em nós.  Não quer dizer que, necessariamente, tenha que ser eu ou não.  A sua fé é Nele, aprenda a confiar mais em Deus, a esperar mais em Deus; de repente, um anjo bate lá na sua porta.  Temos muitos anjos aqui folgados, tranqüilos, uns “anjões”.  Você pode ter certeza que, de repente, Deus vai mandar um anjo, e quando você menos espera, vem ali na sua porta a visita de um anjo; como chegou à viúva que não tinha nada.  O anjo foi bateu lá na porta dela e pronto; ela recebeu o anjo; Naaman também recebeu a visita de Deus, a visitação de Deus.  Quando queremos Deus, Ele nos leva a buscá-lo e você pode ter certeza que é isso o que Deus quer da Igreja.

Voltando a Noé, uma coisa interessante que não falamos ainda, é que Deus avisou Noé; ele foi divinamente avisado, ou seja, eu não sei se ele teve um sonho, uma visão, se ele ouviu uma voz; sei lá, o certo é que ele foi divinamente avisado.  Quando fala divinamente, quer dizer de modo sobrenatural.  As coisas de Deus são assim: explica, mas não justifica, você crê. Noé foi divinamente avisado que iria chover; nunca tinha chovido, não tinha nuvem escura nem coisa nenhuma, e pela fé, ele foi então, colocando na cabeça  que ia chover;  e pela fé, começou a perguntar para Deus, pois ele temia a Deus, ele sabia que Deus existia.   E Deus foi explicando como ele deveria construir a Arca e o que ele tinha que colocar dentro da Arca. Pensamos que tinha alguma coisa escrita: “coloca um camelo, dois camelos, põe um elefante, faz assim, faz assado”, não; tudo aquilo foi pela fé. Então, ele creu que tinha que fazer daquela forma, tinha que fazer daquele jeito. E ele construiu a Arca. De que forma? Pela fé.  Entrou, fechou a porta… Passaram-se sete dias lá dentro.  Imagine a angústia, olhava para o tempo, e nada… Amém?  Mas o que diz as escrituras? …”e por esta fé condenou o mundo…”  Por que ele condenou o mundo?  “Porque Deus foi obrigado a despejar água”.  Porque se ele estivesse até hoje lá dentro esperando despejar água, teria destruído a fé dele, teria mostrado que a sua fé não funcionou.  Então, como ele creu, fez, arrumou, entrou e fechou, “e agora Deus?” “É Noé, o jeito que tem é jogar água”. A fé dele condenou o mundo. Deus não poderia ter feito se não houvesse uma pessoa que cresse. Deus não poderia ter derramado água, senão Ele teria eliminado tudo; e não era Sua intenção eliminar a carne.  Deus não poderia ter feito tudo isso, se não houvesse pelo menos uma pessoa que tivesse crido.  Então, a fé dele condenou o resto.

Deus precisava que pelo menos uma pessoa cresse na ressurreição; e  Jesus creu na ressurreição e o resto ficou condenado.  Por isso Ele diz que: “Quem crê em Mim será salvo, quem não crê já está condenado”.  A fé que Jesus teve na ressurreição condenou o resto. Agora, o resto, se quiser ressuscitar, vai ter que crer.

Por que estamos falando isso? Se crermos numa Igreja, se crermos num povo de Deus, verdadeiro, numa Igreja dos últimos dias, numa Igreja que vai ser tomada, numa Igreja que vai cumprir a palavra, que vai vestir de branco, o que vai acontecer com as outras? Vamos condenar as outras.   Isso depende de nós.  É possível ser santo? Pra Deus tudo é possível.  Se crermos na justiça, pois se pensarmos: “está todo mundo esculhambando, eu vou esculhambar também; está todo mundo relaxando, eu vou relaxar também”; vamos ser condenados com eles.  Mas se crermos ao contrário: “cremos que Deus falou conosco, cremos que Deus nos chamou para ser um povo diferente, cremos que Deus nos chamou para vestir de branco”.  Não foi para brincar de roupa branca não, foi para vestir realmente de branco, para praticar a justiça, para amar o inimigo, para sofrer o dano… Essa nossa fé obriga Deus agir, obriga Deus a fazer as coisas, vocês sabiam?

Se não crer, se não tiver fé, Deus fica descompromissado, concordam?  Ele fica sem compromisso com a Igreja; Ele não tem compromisso com você, porque você não creu.  E desde o começo, a nossa visão não era para uma pessoa receber uma benção, não é para uma pessoa ser beneficiada,  não é para um ou outro levar vantagem, não é! Quem pensar isso está fora.  A nossa visão é de você vir e fazer parte de um povo que não está pensando em ser beneficiado, que não está pensando em levar vantagem nisso ou naquilo.  A nossa visão é, em primeiro lugar, crer e ser aquilo que Deus quer que sejamos.  E as outras coisas nos serão dadas… E todos têm sido abençoados.  O meu compromisso é esse, as outras coisas… Como aconteceu com o seu João.  O seu testemunho, a sua fé não pode ser fundada nas circunstâncias, nas coisas que acontecem.  Continua sendo aquela Igreja, continua sendo aquele povo que não vai negar sua fé.

Pegamos este exemplo de Noé para mostrar a você  que, no dia em que se levantar uma Igreja com a visão correta, o que vai acontecer com as outras?  As outras,  ou crêem como estamos crendo, ou ficarão de fora.  Deu para entender? Explica para nós.

[Ir. Júnior] – É igual essa figura de Noé.  Pela fé que Noé teve, o fato de construir a arca, mesmo sem nunca ter chovido,  Deus teve que cumprir a parte Dele.  Qual foi a parte de Deus? Condenar toda a Terra.   É igual hoje.  Se Deus tem nos dado uma palavra, nos mostrando uma Igreja Santa, uma Igreja Justa, e é da vontade de Deus isso! Ele vai ter que cumprir isso no nosso meio.  Quem não se enquadrar, automaticamente…

Você concorda que, uma vez o diabo roubando a nossa fé, acaba tudo?  Temos que manter  a nossa fé, para que Deus cumpra a sua palavra. Maria creu, por isso foi possível Deus fazer na vida dela o que Ele fez. “Bem aventurada aquela que creu” (Lc 1:45). .  E se ela não tivesse crido? Deus não poderia ter feito nada na vida dela.  Como ela creu, ela foi à mãe de Jesus.

Cremos numa Igreja forte.   A Igreja chegou até aqui como? Foi pela fé.  Você está dentro do barco, e começam a vir ondas fortes demais, “o pau caindo a folha”.  “Não estou vendo  a santidade que o Irmão fala, não estou vendo a justiça  que o Irmão fala, não estou vendo a pureza…” Não era para você ver; eu nunca falei que você iria ver.  Eu falei para você crer.  Existem pessoas que cobram de nós isto: “ah, eu cheguei e não tinha um povo que amava…”  Eu falei para você amar, eu não falei para você ser amado. “Ah, eu fui lá e o povo não me ama...” Mas eu nunca falei para você: pode vir que vamos te amar. Pode pegar todos os CDs e vê se tem uma palavra que chama você para ser amado aqui.  “Vem cá que você vai ser amado aqui”.   Toda  palavra pregada aqui chama a pessoa para lutar, para amar, para fazer, para dar, não esperar de ninguém e contribuir, e ajudar.  E a pessoa vem e fica assim: “ah eu fui lá, ninguém me amou, ninguém olhou pra mim, ninguém ligou pra mim…” Amém!?  Presta atenção, pois a palavra que edifica esta Igreja é diferente.  Você tem que se enquadrar é na palavra; você tem que crer é na palavra.   E a palavra que edifica esta Igreja é diferente, é o Evangelho do jeito que Ele é.   E cada dia Deus prova que é verdade.   E aquele que tem crido dá testemunho para nós de que funciona.

Somos muito pressionados a fazer a coisa para o homem ver e não para Deus ver.  Ficamos pressionados a fazer a  coisa diferente.  Daí a maior dificuldade que essa Igreja passa, as provas, as lutas, as tribulações, as dificuldades… Por quê? Porque continuamos resistindo à pressão que o inimigo exerce.  O dia que cedermos na palavra, às coisas normalizam; só que aí  perdemos a fé; e aí não tem mais sentido.

Pode orar e perguntar para Deus se essa palavra de hoje não foi uma palavra de Deus. Se Ele não disser que é Ele que fala aqui…  Tudo o que queríamos era isso: “Senhor fala, a palavra tem que ser falada pelo Senhor”.  Tirou nossa fé, nossa esperança nessa visão, nessa palavra, acabou a Igreja.   Aí fica aquele montinho de gente, e o fim é triste.

Oração: Vamos curvar nossas cabeças e dizer para Deus que vamos construir essa Arca.   Senhor, guarda a minha fé.  Senhor, abre meus olhos, para que eu não tenha dúvida quanto à obra que o Senhor realiza em nossos dias.  Guarda a minha fé, para que eu não tenha dúvida e fique animado, disposto a construir a Casa de Deus; a colocar aqui na Arca, a parte que cabe a mim.  Eu creio que o Senhor está edificando a Igreja.   Eu creio que temos chegado no tempo da corrupção, no tempo da violência, no tempo da degradação humana; nós temos chegado.  E o Senhor levanta, no meio de tudo isso, um povo diferente, um povo que crê no Senhor; que é contra  o mau.  Um povo que aceitou a doutrina do Senhor;  um povo que acreditou e começou a construir a Arca, a Igreja; começou a crer.   Na verdade, o Senhor vem fazendo isso;  e estamos sendo chamados para dar o toque final à obra que o Senhor realiza em nossos dias.  É  Deus que edifica; o Senhor é que constrói; o Senhor é que creu; e na fé do Senhor, o mundo foi julgado.  E nós, Pai, nessa fé, somos abençoados. Cremos que a nossa luta não é em vão, que a nossa peleja não é em vão, que o nosso esforço não é em vão, a nossa esperança não tem sido em vão; a tribulação que, às vezes, pesa sobre nós, a luta que vem sobre as nossas vidas, as coisas que, às vezes, passamos, não são em vão, é para que a Igreja creia, é para que a Igreja se sinta realizada, alegre.  Amém Senhor, porque fui achado digno.   Amém Senhor, porque fui separado para essa fé, para esse dia, para esse tempo em que estamos vivendo.  Que possamos glorificar o Senhor; que possamos, Pai,  contribuir com o pouquinho que podemos.  Que o Senhor se sinta honrado com a Igreja simples e humilde que o Senhor tem.  Mas é uma Igreja que crê, uma Igreja que guardou essa fé; que o Senhor nos ajude, Pai.  Em nome de Jesus Te pedimos.

Guarda no seu coração, procure entender o chamado de Deus, a vocação de Deus na sua vida.   E com paciência, com humildade e muita esperança, caminhe, corra a carreira que Deus propôs para você. Amém!  Que Deus lhe abençoe.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>