Free songs

Reunião 10-12-2006 – domingo manhã

Reunião – 10.12.2006 – Domingo de manhã – Ir. Rossini.

Amém.  Está uma manhã gostosa, fresquinha, boa… Amém.  Falávamos ontem sobre o quê, João Paulo?

No relógio, no tempo de Deus, as coisas estão acontecendo exatamente como Deus previu. Ele viu acontecer e anunciou essas coisas lá atrás para os profetas Jeremias, Isaías, Ezequiel, Daniel… Para que você não tenha dúvida.

Às vezes, a nossa fé é abalada pelos acontecimentos, pela vida que  vivemos, pela situação que vivemos no mundo de hoje, pela modernidade, pela ciência.   A nossa fé,  é muito abalada por causa dessas coisas.  Por causa do que você vê, de repente você vê coisas espantosas e isso abala sua fé, você deixa de acreditar nas coisas simples, porque você vê coisas fantásticas, coisas espetaculares e a fé vai sendo abalada, isso é natural.

Mas quando Jesus disse, no Apocalipse Ele fala que Ele é aquele que falou das coisas antes delas acontecerem para que pudéssemos acreditar.   Então Ele disse: “Olha, eu sou o alfa e o ômega, o princípio e o fim, eu anuncio, eu falo antes das coisas acontecerem para que vocês creiam, para que vocês acreditem em mim.”

Não tem ciência maior do que a Dele, não tem ninguém mais capaz do que Ele, que anunciou as coisas antes, muito antes delas acontecerem.  Isso é para fortalecer a sua fé, para que você entenda quando as coisas acontecerem aqui, as coisas no nosso tempo. Por exemplo, está escrito que o Diabo, a Serpente, Satanás, a antiga Serpente,  vai assentar no trono de Deus, como se fosse Deus e vai enganar.  Por que ele vai enganar?  Porque a pessoa vai ver o Diabo fazer coisas tremendas; ele vai fazer e quem  acreditar nele é porque não conhece as escrituras, quem não quis dar ouvidos a Deus é que vai ser enganado.

Na  hora que você ver a abominação desoladora, quando você ver a coisa acontecendo no lugar onde não deveria acontecer, que é exatamente no meio do povo considerado Povo de Deus, ali ele vai assentar no lugar que não era para ele estar, mas ele vai assentar exatamente porque o povo vai colocá-lo ali, não é ele que vai chegar e impor, é o povo que vai colocá-lo.   Então, tem muita coisa para acontecer, tem muita coisa acontecendo e tem muita coisa que já aconteceu. Seria interessante que a Igreja acompanhasse as coisas, assim como você acompanha um relógio.

 Nós estávamos conversando com o Nivaldo, às vezes desperdiçamos muito tempo por não acompanhar direito o tempo.  Tem tempo para tudo, mas se nós invertermos as posições, nós vamos perder o tempo. No tempo de dormir, nós vamos ficar acordados, no tempo de ficarmos acordados nós vamos estar dormindo.  Então, nós vamos começar a desperdiçar, a perder o tempo por não tê-lo sob nosso controle. Precisamos ter as coisas sob o nosso controle. Nós podemos perder o controle das coisas!

Falávamos ontem o seguinte: a Igreja caminha exatamente como Deus previu, Deus viu tudo que ia acontecer, e está acontecendo. Eu estava perguntando qual seria a função da igreja. Qual seria a nossa tarefa, a nossa obrigação nos dias de hoje? Por quê? Noé, quando foi chamado para construir a arca… Você sempre tem que ver o seguinte: Deus levanta normalmente um ministério, Ele acende uma luz, faz alguma coisa nesse sentido para que a igreja baseie por ela, Deus faz, Ele dá um sinal. Então, naqueles dias… Temos nas escrituras… Nos dias, no tempo de Noé, o que foi necessário fazer? O que acontecia naquele tempo?

Quando Jesus faz referência aos dias de Noé, Ele diz assim: “Como foi nos dias de Noé será a volta do Filho do homem”. Então, você começa a analisar, tempo de Noé, vai lá, capitulo 6 de Gêneses, e observe. Violência, corrupção… E? São três coisas. Qual é a terceira? Depois nós vamos ver. Se não me engano, são três características: que eu me lembro bem, são  violência e corrupção.

Pense no tempo quando a Dona Amadora era menina, seu João e eu éramos meninos,   não ouvíamos praticamente falar dessas duas coisas, violência e corrupção.  Quando havia uma violência, era algo que assustava a cidade, um crime assustava, todo mundo ficava perplexo com aquilo durante um tempo, ficava um ano comentando aquele assunto, todo mundo ficava perplexo diante do fato. “O que aconteceu? Olha, um acidente grave!” Algo assim… “Uma coisa violenta aconteceu!”

Hoje as violências são tão repetidas. A Suzane estava até me falando ontem, não sei se foi a Suzane que falou. Passou num cruzamento com uma rua, havia um pessoal ali, o sol quente, tinha um corpo estendido no chão, coberto com algo. É assim, morre, põe um jornal em cima, aí vem uma pessoa: “não, não tem nada a ver comigo. Olha o tênis, o sapato, você já percebe que não é parente, até pela moto. Quando você fica assustado, quer ir lá logo para ver se é parente.  Não sou parente da vítima, então vou embora. Fica tão normal, tanta violência que ninguém mais percebe as coisas.

Corrupção, todo mundo já esqueceu. Mensalão, o que mais? Sanguessuga, para cada um, eles dão um nome, correio. Quem ficou preso? Quem foi punido? O que resolveu? Resolveu nada, vai ficar por isso mesmo; daqui uns dias, começa tudo de novo, corrupção de todo tamanho, de todo jeito, as mais vergonhosas possíveis, pessoas ligadas ao presidente. Com a maior cara-de-pau é reeleito, com a maior cara-de-pau está nas festas.

Ficávamos com uma vergonha danada, se acontecesse, até sumia da cidade. Quando acontecia, uma pessoa ficava sabendo: “você ficou sabendo? Fulano e beltrano?” No outro dia fulano sumia e beltrano você nunca mais via. Sabia? Ninguém tem mais essa preocupação, por quê? Porque vai ficando tudo natural, você vai acostumando com aquilo.

O ideal seria que acompanhássemos, Ramiro, o tempo, o relógio: “isso está acontecendo, é porque estava previsto”. Então, eu estava dizendo, nos dias de Noé, Deus viu aquilo acontecer, corrupção, etc. Ele chamou um e tomou uma providência, Deus chamou Noé: “constrói a arca”.  Presta atenção, porque quem entender essas coisas, quem estiver de olhos abertos, não vai comer na mão de Satanás. Quem não estiver preparado, não estiver se arrumando, pode ter certeza que vai “dançar”, amém? E vai “dançar” no passo certinho que o Diabo determinar.

Então, Noé foi construir uma arca. Chovia? Já tinha chovido na terra? Não. É uma coisa muito difícil, não pense que é fácil. Noé construiu a arca, “eu também construiria”, não é fácil não. Noé teve que ter uma fé tremenda, teve que ser realmente determinado para poder chegar e construir aquela arca; e a arca foi construída. Ele fechou a arca sete dias antes de começar a chover, sete dias depois começou a chover e a arca subiu. Só se você não acredita. Choveu, choveu e choveu, acabou com a carne, acabou com todo mundo que existia e ficou só os que estavam na arca.  Só os que estavam na arca. A arca tem um simbolismo, Noé simboliza, aquilo tudo que estava ali dentro, se você observar, tudo tem sentido.

Passou o tempo de Noé, as coisas vieram, voltaram tudo ao normal. Deus chama Abraão e diz para ele: “Abraão, sai do meio da sua parentela”. Isso também tem um significado.  Por quê? Porque Deus não poderia fazer com Abraão nada no meio dos parentes, por quê? Os parentes iam atrapalhar, os parentes iam chamar para cá, os parentes iam chamar para pescar, os parentes iam chamar para assistir não sei o que; o Goiás ia jogar, e o Vila Nova ia jogar e o que os parentes iam fazer?

[Rodrigo]  Atrapalhar  Abraão.

Então Deus fez com Abraão de que jeito? “Sai do meio dessa cambada, senão, não tem como eu fazer com você o que eu quero fazer”. Amém? Eles vão levar você para o boteco, vai ter um jantar, vai ter um almoço, vai ter um churrasco. Aqui, por exemplo, tem gente faltando porque está em algum lugar, fazendo o que não devia fazer, pode ter certeza disso, a sorte sua é que você está aqui hoje. Mas está escrito isso, está previsto isso? Está previsto que ia ser desse jeito? Então, se Deus quisesse, deixava alguma coisa escrita, Ramiro; fé, falar sobre fé, falar sobre isso, sobre aquilo, como é que ia ser, seus descendentes, deixar escrito como deixou. Ele teve que tirar Abraão do meio da sua parentela.

Por isso que Jesus, lá no evangelho… Na verdade, Eles estavam construindo, vocês vão ver que com tudo que aconteceu, eles estavam construindo um livro, certo? Eles estavam construindo, esse livro aqui.  Esse livro ia falar sobre corrupção, sobre violência, sobre fé, sobre rebeldia e etc. Então eles estavam construindo um livro, parte por parte, e cada pessoa era chamada para participar do livro que estava sendo feito. Quando terminou, quando acabou de fazer o livro, ele… O livro apareceu na mão de um anjo e o anjo disse: “olha, toma o livro”. É sinal que o livro estava pronto, pega o livro, agora alguém tem que… Ele falou: pega o livro e come, toma o livro e come esse livro.  Comer o livro significa colocar tudo que estava dentro do livro em prática.   Toma o livro e come o livro, mas não come agora, você vai comer no dia que eu te falar, aí você come o livro.

E  o que significa o livro? O livro é o evangelho, o evangelho estava sendo construído, certo? E Jesus Cristo pegou o livro e comeu esse livro, amém? Ou seja, Ele colocou tudo em prática; Ele foi Noé, Ele foi Moisés, Ele foi a fé de Abraão, Ele foi a intrepidez de Jacó, Ele foi a pureza de Maria, Ele foi a sabedoria de Salomão.  Ele disse: “Eis aqui quem é maior que Salomão”. Amém? Eis aqui quem é isso, aquilo. Então, o que todo mundo foi, Ele resumiu; por isso que o livro é chamado livrinho, porque Ele resumiu tudo no livrinho, certo?

Agora, eu estava dizendo o seguinte, qual é a função, qual é a missão da Igreja nos dias de hoje? No tempo de Noé era só construir a Arca, foi lá construiu a arca, acabou.  No tempo de Abraão foi sair da sua parentela.  Então, todas as vezes, Deus fala assim, quem não deixar mãe, pai, etc. O que está falando? Largar os parentes, certo? Quem não deixar pai, mãe, filho, etc… Amigo, nora, sogra, não pode, não tem como me seguir, é preciso deixar tudo, porque, senão, o filho atrapalha o pai, o pai atrapalha o filho, a mãe atrapalha a irmã e assim por diante, certo? Tem que deixar.  Aí quando você sentir dificuldade, vai olhar para alguém lá atrás.

Construir a arca também tem um significado, a arca simboliza Cristo, Paulo falou: “eu sinto dores de parto até que cristo seja construído”. Cristo é o seu refúgio, Cristo é a sua fuga.  Tudo que você precisa, você tem Nele, a arca tinha tudo. Entrou na arca e, quantos dias ficou em cima da água? E quando desceu, tinha só lama. Mas a sobrevivência deles estava onde? Dentro da arca, tinha tudo dentro da arca, então, Cristo simboliza a arca, se você construir a arca, você não precisa de mais nada, você vai sobreviver durante muito tempo, porque você tem Cristo. Então, todos nós temos que passar por essas fases,  Cristo sendo edificado, Cristo sendo construído em nós.  Paulo disse: “eu sinto dores de parto até que cristo seja formado”. A arca não foi fácil fazer. Qual  o modelo, o jeito, como é que faz para construir Cristo? Como é que faz para edificar Cristo a nossa vida?

Então, nós temos aí, as coisas vão acontecendo e, cada coisa tem um simbolismo, e, aí, eu queria chegar hoje, hoje o que nós temos que fazer? Se não tiver que fazer nada, você passa. Nós estamos vivendo, eu acredito que nós estamos vivendo os últimos tempos.  Por que eu acredito que nós estamos vivendo os últimos tempos? Primeiro, Jesus disse: “você vai observar o fruto, pelo fruto você vai conhecer a árvore”.  Ele disse: “vocês sabem discernir o tempo”. Por exemplo, o tempo aqui está chuvoso, ninguém sai para a rua achando que não vai chover, porque pode chover, pelo tempo, pelo jeito do tempo.  E Ele disse o que haveria de acontecer nos últimos tempos.

Nós podemos observar, como foi nos dias de Noé, o que você viu lá nos dias de Noé? Violência, corrupção, maldade… No tempo de Sodoma e Gomorra nós vimos muita violência, muita corrupção também e muita prostituição. No tempo de Sodoma e Gomorra, sodomismo, mundanismo, eles fechavam a cidade e entravam na farra lá, durante muitos dias; fechavam a cidade e “o pau caia a folha”. Todo mundo ai com água na boca…  Jesus disse: “como foi no tempo de Sodoma e Gomorra e como foi nos dias de noé”. Então, eu creio que nós estamos nos últimos dias por causa dos sinais que estão acontecendo e, se nós estamos nos últimos, está previsto acontecer o que estava previsto para os últimos dias, amém?

Você lembra lá do sonho de Nabucodonosor, quando aparece a estátua?  Tem a cabeça da estátua, o peito da estátua, o tronco, o quadril, depois vem embaixo, as pernas e o pé e lá, a mistura do barro com… Então, quem tem olhos abertos, quando ligar o rádio lá na rádio fulana, você vai ver o barro misturado com o ferro ali, nitidamente.  Tem hora que você vê  barro, tem hora que você vê ferro. Você está fazendo uma oração, daí  um pouquinho “o pau cai a folha”, está falando de santidade, daí um pouquinho o trem descamba para outro lado. Lá, você vê nitidamente a mistura, abominação, a coisa é impressionante; que coisa  absurda que está acontecendo, isso está acontecendo. Agora, se a pessoa não enxerga, não vê, acha bom aquilo… Então, vamos abrir no Apocalipse, capítulo 10, lê para mim, por favor, a partir do versículo 1.

1) E vi outro anjo forte que descia do céu, vestido de uma nuvem; por cima da sua cabeça estava o arco-íris; o seu rosto era como o sol, e os seus pés como colunas de fogo, 2) e tinha na mão um livrinho aberto. Pôs o seu pé direito sobre o mar, e o esquerdo sobre a terra, 3) e clamou com grande voz, assim como ruge o leão; e quando clamou, os sete trovões fizeram soar as suas vozes. 4) Quando os sete trovões acabaram de soar eu já ia escrever, mas ouvi uma voz do céu, que dizia: Sela o que os sete trovões falaram, e não o escrevas. 5) O anjo que vi em pé sobre o mar e sobre a terra levantou a mão direita ao céu, 6) e jurou por aquele que vive pelos séculos dos séculos, o qual criou o céu e o que nele há, e a terra e o que nela há, e o mar e o que nele há, que não haveria mais demora,  7) mas que nos dias da voz do sétimo anjo, quando este estivesse para tocar a trombeta, se cumpriria o mistério de Deus, como anunciou aos seus servos, os profetas.  8) A voz que eu do céu tinha ouvido tornou a falar comigo, e disse: Vai, e toma o livro que está aberto na mão do anjo que se acha em pé sobre o mar e sobre a terra.  9) E fui ter com o anjo e lhe pedi que me desse o livrinho. Disse-me ele: Toma-o, e come-o; ele fará amargo o teu ventre, mas na tua boca será doce como mel.  10) Tomei o livrinho da mão do anjo, e o comi; e na minha boca era doce como mel; mas depois que o comi, o meu ventre ficou amargo.  11) Então me disseram: Importa que profetizes outra vez a muitos povos, e nações, e línguas, e reis. 

Interessante, Deus sempre deixa uma dicazinha no meio, para você ver quem é, para você discernir a profecia, para você entender quem é aquele anjo, o que está acontecendo ali. Quem vocês acham que é  essa pessoa que tinha um pé sobre a terra e outro sobre o mar? Dizendo o quê? Ele tendo domínio sobre a terra e sobre o mar, quem era? Por que você acha que era Jesus? Pega aí, eu quero que você mostre para os outros.  Espera aí, todo mundo falando ao mesmo tempo… rs. Tem uma música que fala: “Ele é o Leão da Tribo de Judá”. Amém? Então, a voz Dele rugia como um leão, o Leão da Tribo de Judá, versículo 3.

O livro estava aberto na mão Dele. Significa o quê Welmo? Ele tinha o livro aberto sobre a mão, Ele tinha domínio sobre o livro, quando você tem o livro aberto sobre a mão é sinal que você está lendo o livro, está vivendo o livro, está participando do livro. Ele tinha o livro aberto na mão, se Ele tivesse com o livro fechado,  você poderia dizer que Ele não viu ainda o livro, mas Ele tinha o livro aberto, certo? Aquele livro ficava dividido em sete partes.

Então Ele disse assim:… Aí vem os sete selos, e Ele foi abrindo os selos na medida que as coisas iam acontecendo, amém? Só havia um que era digno de abrir o selo, que foi Jesus.  Aí, Jesus foi abrindo os selos.  Cada vez que Ele abre um selo, acontece o que está ali dentro, reservado, guardado… João, quando viu aquilo, já ia colocar a boca no trombone, Ele disse: “Olha, sela”. Deixa selado, porque isso aí vai acontecer na medida que eu for falando, na medida que eu for determinando: “isso agora! Agora nós estamos vivendo esses dias. O primeiro. Agora nós estamos vivendo o dois. Agora nós estamos vivendo o três e assim… Quatro, cinco, seis e finalmente o sete”.

Foi aberto o primeiro selo, aconteceu, muita gente viu, muita gente não viu, muita gente acompanhou, muita gente não acompanhou, passou o primeiro selo.  Foi aberto o segundo selo, muita gente viu, muita gente não viu, passou, aconteceu, etc., amém? E as coisas estão indo, muita gente morre, muita gente vive, mas as coisas de Deus estão acontecendo exatamente como Deus determinou.  Então, continua lendo, por favor, para nós terminarmos.

Em Daniel capítulo 8, versículo 26, estava dizendo:  “26 E a visão da tarde e da manhã, que foi dita, é verdadeira. Tu, porém, cerra a visão, porque se refere a dias mui distantes”.  Então, quando teve a visão lá, Deus já estava nos ajudando a ver, porque, assim nós vamos acreditar; quando você tiver acompanhando direitinho mesmo, você vai acreditar, você não vai escandalizar quando ver as coisas acontecendo,  você vai falar: “isso  que está acontecendo está previsto, os meus inimigos serão os da própria casa”. Em vez de você brigar, ficar chateado, você vai vibrar, você vai pular de alegria, em vez de você chorar porque o seu irmão fez uma… “Meu Deus, aquele é meu inimigo!” Aí, em vez de você ficar triste, você vai ficar… “Aconteceu, que bom que está acontecendo! É sinal que eu estou participando, eu estou fazendo parte da arca, eu estou fazendo parte do contexto, eu estou fazendo parte das coisas que iam acontecer”. Amém?

Então, tudo que está previsto acontecer, vai acontecer, certo? Tudo tem que acontecer. Então, se você acompanhar, você vê as coisas acontecerem, aceita aquilo com naturalidade e não se escandaliza. Quando Jesus disse: “eu mesmo buscarei as minhas ovelhas”. Às vezes ficávamos pelejando com a ovelha, pelejando com certas coisas, nos esforçando,  pegamos a ovelha, e Deus fala: “larga, eu mesmo pego, deixa eu dar umas cacetadas nela que ela vem”.  Às vezes ficamos esforçando, pelejando com uma ovelha, traz a ovelha com aquela dificuldade danada, aí a ovelha não quer vir, então você: “eu também não quero ir mais não”. Aí nem você e  nem a ovelha. Tudo isso, se você acompanhar, você não escandaliza.

Aí você traz a ovelha, ela vai embora, traz de novo e ela vai embora. Ah, agora entendi, deixa que Jesus traz ela. Aí você ora que “a ovelha ou a ó velha eu trouxe, mas ela não quis vir, aí você diz: “Senhor, eu não dou conta mais, eu já pelejei…”. Deus: “Eu levo ela para você, amém?” É assim, por isso que eu falo para você que  precisamos construir a arca.

Você em Cristo é capaz de fazer tudo, fora de Cristo, você não é capaz de fazer nada.  Em Cristo você vai ser capaz, porque, na arca você tem tudo, tudo que você precisar você tem na arca, amém? Então, está difícil? Está difícil.   Recorra a Cristo e Ele vai resolver a sua questão; recorra a Ele, porque na arca você tem tudo que você precisa para sobreviver.  Você vai e explica para Ele e Ele vai te dar a solução. Tem coisas que  ficamos sem saber o que fazer.

Nos dias de Noé, lá em Gêneses, que é o primeiro livro da Bíblia, capítulo 6 mais ou menos. Na volta de Cristo a arca novamente. Nos dias de Noé, não foi a arca? E a volta de Cristo é a construção da arca novamente. Para quê construir a arca novamente? Porque nela nós temos tudo. O que a arca fez naqueles dias? Salvou. A água, que simboliza a sujeira do mundo, que simboliza a palavra, só que a água suja ficou por baixo da arca, a arca ficou por cima de toda sujeira que tinha no mundo.

Você imagina, por exemplo, quando acontece aquelas enchentes lá em São Paulo, que vai levando tudo quanto é lixo, entra nos bueiros, assim também deve ser a sujeira que está por cima dessas filosofias, dessas palavras, dessas idéias, teologia, filosofia, etc. Todas essas imundícies de filmes, novelas, de livros, quantos livros com idéias, com filosofias de vida, com doutrinas, tem uma infinidade de linhas de pensamento, todo dia tem coisa nova e numa violência grande demais, isso aí forma essa enxurrada que vai ficar por baixo da arca, a arca simboliza o livrinho, a arca simboliza Cristo.

Cristo em você! Você vai ficar por cima dessa sujeira se Cristo estiver em você, você fica por cima dessa enxurrada, dessa podridão que é. “Como deve ser isso? Como deve fazer isso?”. Tanta sujeira, amém? Você não precisa de nada, o que você precisa? Cristo! Porque, Nele, você tem tudo.  Agora, o difícil é construir essa arca, claro, é muito difícil construir, você tem que usar todo o material que foi colocado à disposição da igreja: fé, intrepidez, coragem, força, ânimo… Você vai ter que juntar tudo isso para construir essa arca e a arca simboliza Cristo.  Nele, você tem tudo, tudo que você precisar. Eu pergunto a você, quem não construir a arca tem como? Quem não estiver na arca, tem como escapar da sujeira, da enxurrada? A única maneira de você escapar dessa enxurrada, dessa água suja que está vindo por aí, é a arca, é Cristo. Você precisa ter fé, coragem para construir. Cada um.

Noé, vai e constrói a arca! Apocalipse capítulo 10, você vai ver lá no versículo 7: “mas que nos dias da voz do sétimo anjo, quando este estivesse para tocar a trombeta, se cumpriria o mistério de Deus, como anunciou aos seus servos, os profetas”.  Os dias da voz do sétimo anjo.  Você vê que é no fim. Primeiro, segundo, terceiro… Quando chegou no fim. Deus deixou para o fim, nos dias da voz do sétimo anjo, é porque Jesus já está voltando, entendeu? E o interessante é o seguinte, é um somatório, você vai pegar esse, mais esse e mais esse e vai formar o sete, você não dispensa o que disse o primeiro, o que disse o segundo, você tem que comer o livro todinho, você tem que comer tudo, você não pode dispensar nada, você não pode dispensar fé, Espírito Santo, coragem… Não pode dispensar nada, você tem que juntar tudo. Porque cada anjo, quando tocou a trombeta, ele trouxe uma novidade para animar a igreja e fazer com que ela caminhasse mais um pouco, mas agora, no dia da voz do sétimo anjo não tem jeito, você tem que fazer o que? Engolir o livro. Você não  pode ficar com a primeira, a segunda página, comer três páginas só; ou você come o livro inteirinho, ou você não tem nada.

 E no versículo sete está assim:…

Mistério de Deus, o que é mistério de Deus? “No dia da voz do sétimo anjo se cumpriria o mistério de Deus”. Por isso Ele disse: “isso se refere a dias distantes”. Isso é lá para o fim, a arca está no começo e vai estar no fim. No começo foi água, fisicamente aconteceu, consumiu toda carne; aqui, à volta de Cristo, a mesma coisa: salva a igreja e toda carne será consumida, não vai ficar uma pessoa. “Carne e sangue não herdarão o reino de Deus”. Vem a volta de Cristo, só a igreja, só aquele que estiver na arca. Então, cumpriu o mistério de Deus. O que é mistério de Deus.  O que significa o mistério de Deus? Muitas vezes não sabemos, já ouvimos falar, mas não lembramos. Ou então, esquecemos, deixa correr frouxo, não está ligando para isso, nós não estamos construindo a arca. Às vezes você pregou a primeira tábua, a segunda, e largou de mão, enjoou. O mistério de Deus significa exatamente a arca, Cristo, construir a arca é construir Cristo, Cristo em mim. Se eu tenho Cristo, eu vou subir. Se eu estiver em Cristo e Cristo estiver em mim.

Lá em I João diz: “nisto sabemos que estamos Nele”. Nisto sabemos que estamos na arca, que estou pronto, nisto sabemos que estamos Nele, em Cristo, na arca, quando nós guardamos os seus mandamentos, quando nós obedecemos a Ele. Construir Cristo em você é obedecer. É muito fácil falar: “Cristo em nós”. Mas o que significa Cristo em nós? Construir essa arca é fácil? Não. Obedecer, ou você vai obedecer a Cristo… Em Cristo você tem tudo, eu já falei, deu problema, vai conversar com Ele. “Senhor eu não estou crendo mais; Senhor, está passando isso”. Deus tem falado demais conosco esses dias: “Eu sou o seu refugio”.

Os Salmos estão acontecendo, aí tem coisa que você pensa que estava desprezado, não está desprezado, cada oração que Davi fez está viva: Salmo 50, Salmo 68… E Deus está falando conosco, Deus está correndo e botando tudo dentro da arca. Cristo em nós, nós vamos aprender a recorrer a Ele, a falar com Ele, aprender a crer; daqui um pouquinho Ele vai falar: “Pai, está consumado”. Daqui um pouquinho Ele diz isso e “o pau cai a folha”, a água vem, a sujeira vem, e só os que construíram a arca, só os que estiverem em Cristo… Você vai ver neguinho correndo: “que horas é a reunião? O Irmão Rossini sumiu. Que reunião, meu amigo? Agora, só no céu”. O Júnior está falando ali: “louvor agora, só no céu.”… rs. “Você não queria cantar, você não queria ouvir, aquela preguiça danada, agora meu irmão…”. Mas também isso não está previsto? Está previsto? Essa rejeição está prevista Dora?  Está Welmo?

[Welmo] “Convém que o filho do homem seja rejeitado por essa geração”.

Também está previsto isso, essa preguiça, essa dificuldade que você tem. Antes eu apelava, brigava, hoje eu fico feliz quando eu vejo o irmãozinho rebelde. Eu fico tranqüilo quando eu vejo ele trocar, desperdiçar, esnobar rebeldia… “Bichim velho”! Está aí cumprindo as escrituras, está previsto isso, Ramiro? Agora vamos lá para você ver, Ezequiel, capítulo 2, versículo 1: “E disse-me: Filho do homem, põe-te em pé, e falarei contigo.”  Ficamos felizes por ver as escrituras cumprirem, mas por outro lado ficamos tristes, tristes mesmo, de ver o cumprimento das escrituras. “Meu Deus, tinha que ser assim?”. Eu imagino o quanto isso é difícil, o quando isso foi difícil para Jesus.  “Mas, Senhor, tinha que ser desse jeito? Não tinha outro jeito não? Tem que ser desse jeito”? Não é gente? De vez em quando você não pára para pensar não?

Esses dias nós falamos, que dia nós falamos? Foi na reunião de casais, aquela que ninguém vem. Casa dividida, incluindo a casa de Deus, que não podia ser, mas que são, as casas são todas divididas, Jesus disse que as casas estavam divididas, então vamos ter que lutar, você vai ter que lutar muito. A sua casa, ela é dividida. Não luta para ela não ser dividida, ela é dividida, você tem que lutar para sobreviver dentro de uma casa dividida. Ele disse que as casas são divididas. Não liga, não importa, depois paga caro por não ter dado ouvido. Quando Deus disse “doravante”, Ele disse que seus inimigos serão, não disse talvez não. “Os inimigos serão da sua própria casa”. As casas estarão divididas, dois contra três, sogro contra sogra, sogra contra nora, nora contra sogra.

Eu duvido que haja uma casa nesse mundo que não seja dividida, uma casa que você possa falar: Sogro, sogra, tudo junto, tudo unidinho. Vamos? Vamos. Todo mundo sem briga, sem confusão. Duvido uma casa que não seja dividida. Aí você não importa com isso, você não liga para isso, você não está interessado, você não acredita que vai chover, que você tem que lutar dentro de uma casa dividida, que você tem que buscar a Deus dentro de uma casa dividida, que você tem que lutar contra. Dividido quer dizer inimigo, o inimigo está ali. Quando fala dividido, “a minha casa dividida”, todo mundo quer ficar do lado do mocinho, não do lado do bandido, já penso logo estar do lado do mocinho; às vezes a casa está dividida e você está do lado do bandido, tem que ver também.

Ezequiel capítulo 2, lê por favor.

1) E disse-me: Filho do homem, põe-te em pé, e falarei contigo.  2) Então, quando ele falava comigo entrou em mim o Espírito, e me pôs em pé, e ouvi aquele que me falava.

3) E disse-me ele: Filho do homem, eu te envio aos filhos de Israel, às nações rebeldes que se rebelaram contra mim; eles e seus pais têm transgredido contra mim até o dia de hoje.  4) E os filhos são de semblante duro e obstinados de coração. Eu te envio a eles, e lhes dirás: Assim diz o Senhor Deus.  5) E eles, quer ouçam quer deixem de ouvir (porque eles são casa rebelde), hão de saber que esteve no meio deles um profeta. 6) E tu, ó filho do homem, não os temas, nem temas as suas palavras; ainda que estejam contigo sarças e espinhos, e tu habites entre escorpiões; não temas as suas palavras, nem te assustes com os seus semblantes, ainda que são casa rebelde. 7) Mas tu lhes dirás as minhas palavras, quer ouçam quer deixem de ouvir, pois são rebeldes. 8) Mas tu, ó filho do homem, ouve o que te digo; não sejas rebelde como a casa rebelde; abre a tua boca, e come o que eu te dou. 9) E quando olhei, eis que tua mão se estendia para mim, e eis que nela estava um rolo de livro.  10) E abriu-o diante de mim; e o rolo estava escrito por dentro e por fora; e nele se achavam escritas lamentações, e suspiros e ais. 

Eles e os seus pais têm transgredido contra mim até ontem? Até hoje! Semblante duro.  Por que a igreja às vezes chega de cara fechada, senta lá atrás, empina o carro por qualquer coisinha? Por que chega e é aquela dificuldade danada? “Não, não vou mais”. Ela é assim, é o jeitão dela, é o jeito dela. Até quando ela vai ser desse jeito? Ela vai ser sempre desse jeito. Você acha que vai pegar uma igreja mansinha, uma beleza! Você fala: “Vamos varrer?”, todo mundo vai? Não vai, um vai enfiar a vassoura no outro. Até quando vai ser desse jeito? Sempre. Quando você pensa: “vou servir a Deus”. Quando você fala em servir a Deus, é um povo, porque o que Ele quer é um povo. Você começa a arrumar um povo.

Se você soubesse como esse povo era, você nem começava. Começa a arrumar o povo. Que jeito que é esse povo? É um povo briguento, é um povo ranhento, rebelde, duro, sem educação… Você faz tudo para ele e está pouco.  Mas ele é assim e se você quiser servir a Deus tem que ser com esse povo. Tem como não ser desse jeito? Não tem jeito. Você falar: “vou arrumar um povo certinho”. Não tem. Você quer servir a Deus, Wellington? Tem que ser com esse povo. Que jeito ele é, dona Amadora? Muito rebelde, até debaixo d’água, com gosto de gás. Tem jeito de você servir a Deus em outro lugar? Tem? Se você quiser servir a Deus…

E o que é servir a Deus? É trabalhar para Deus no meio desse povo, é na seara, é na terra, é na colheita, é trabalhar para Deus no meio desse povo, é com esse povo, esse é o instrumento do nosso trabalho. Chega um ali sorrindo, deixa ele entrar para você ver! Ele chega assim, todo felizinho. Graças a Deus está chegando mais um. Deixa para você ver! É ou não é? Mas não é bem desse jeito? Ele começou a bater a asinha, você já pode esperar. Porque, Roberta, ele é assim, o povo é desse jeito, as pessoas são desse jeito, e se você tiver os olhos abertos, se você estiver sabendo o que faz, pronto! O que Jesus falava? Ele apelava com o povo? Não.  Jesus chegava: “Pai, perdoa, eles não sabem o que fazem”. Na maior tranqüilidade. “Pai, perdoa”. É igual menino. Menino não vem e chuta a canela da gente? Puxa o nariz? Filho, menino pequenininho? Quando mais velho, você não deixa. Eles faziam com Jesus tudo que queriam, Jesus os tratava realmente como crianças, como filhos. “Pai, perdoa, porque eles não sabem o que fazem, eles são assim”. Então, para Ele, Vitor, qualquer coisa que você fizesse era normal, qualquer coisa que você fizer, meu irmão, é normal.

Pela lei você já observou que ninguém conseguiria; realmente é a misericórdia Dele, Cristo. É você ir e falar: “Pai, agora eu entendi, agora eu entendi porque eu faço parte desse povo. Eu faço parte exatamente desse povo, eu tenho a mesma dificuldade que eles têm. Porque eu faço parte dele, eu tenho a mesma dificuldade, eu também tenho esse defeito. O Senhor é poderoso”. Se eu ficar pensando que o problema é só da igreja, daqueles que me ouvem, eu vou me excluir. “Não, Senhor, eu também tenho esse mesmo defeito, eu também tenho essa mesma dificuldade, também sou cabeçudo, rebelde, teimoso, duro, mas tem misericórdia de mim. Me ajuda!” Eu estou construindo um lugar, um refúgio para mim, que é Cristo, senão eu vou ter até vergonha de ir lá falar com Ele.

Estava onde? Versículo 4? Capítulo dois, versículo 4:

O que eu queria que você colocasse no seu coração hoje era só isso, que você é rebelde, amém? Você faz parte do povo, Só que Deus falou: “mas você não seja rebelde”. Então, você vai lutar para quê? Para não ser rebelde. Primeiro é o natural, depois o espiritual. Temos que admitir, quem não admitir que é, não pode converter.  Quem não admite, como que vai converter? Não tem jeito. Para nós convertermos: “Senhor, transforma, me muda, me cura, me lava, faz isso…” Mas, primeiro, eu preciso admitir, eu também vim dali, eu também sou. “E tu casa rebelde, não seja rebelde”. Ele está se referindo a você e Ele dá uma oportunidade de mudarmos. E você que é rebelde, não seja rebelde. A gente parte do natural para o espiritual, eu vou fazer a oração, eu vou me humilhar. “Humilhai-vos pois debaixo da poderosa mão de Deus”.

Está no livrinho, esse livrinho que eu vou comer; porque quando eu como o livro, ele vai fazer com que eu deixe de ser rebelde. Quem não come o livro, não tem como entender. Porque lá tem ai, lamentação, suspiro… Cada suspiro, cada lamentação, cada ai desse… É que vai te transformar numa pessoa mansa, dócil, humilde, simples, não rebelde; come o livro. Vou repetir, “tu, deixe de ser rebelde”.

Qual a missão da igreja nos últimos dias? Qual a nossa missão? Não seja rebelde, come o livro. Tem várias maneiras de você entender, mas é isso. Como eu vou vestir de branco se Cristo não estiver em mim? Como eu vou ser santo se Cristo não estiver em mim? O mistério de Deus que foi reservado para os últimos dias é Cristo em nós. Aí sim, você vai conseguir as vestes brancas, você vai conseguir a nova natureza, estatura do varão perfeito, tudo que está previsto acontecer está ali na arca, em Cristo. Sobrou para nós, na voz do último anjo cumprir-se-ia o mistério de Deus. Qual a missão da igreja nos dias de hoje? É Cristo em nós. Edificar, construir, “sofro dores de parto até que Cristo seja formado em você”. Toda igreja tem que estar preocupada com isso.

Cristo é tudo que você pensar: justiça… Você vai dizer assim: “nós não aprendemos assim com Jesus, Jesus não pensa assim”. Isso que é Cristo  sendo formado em mim: “presta atenção, Jesus não fez assim, Jesus não pensa desse jeito”. Cristo em nós é você estar comendo a idéia Dele, você estar comendo a filosofia Dele. Ele aponta para um lado, você está andando para outro, mas você está lutando, você está pelejando: “Senhor, tem misericórdia, eu quero fazer do jeito que o Senhor fala, mas eu estou distante, Senhor, tem misericórdia de mim”.

Cristo é a arca, é a sua salvação! “Cristo não pensou desse jeito, Cristo não fez desse jeito e eu estou fazendo”. Mas eu vou buscar, invocar, clamar, pedir e, de repente, Ele vai estar em mim. Pelo fruto você vai conhecer o que você já adquiriu de Cristo, vai pesar. “O que eu tenho de Cristo? O que você pode ver de Cristo em mim?” Aí a sua luz vai brilhar, você vai ser o sal, a luz, o caminho.  É Cristo em você. Amém? Valeu ou não?

É normal a dificuldade que tem, porque não é fácil; por outro lado, casa rebelde, não seja rebelde. Deus está dando a oportunidade, é do nosso meio que Ele vai tirar a igreja, ou seja, é do meio dos difíceis, dos rebeldes é que Ele vai tirar os mansos, os humildes; ninguém nasceu manso gente! Ninguém nasceu santo.

[Carlinhos] É, isso mesmo, nós temos que aproveitar enquanto nós temos a oportunidade de construir a arca, porque vai chegar um tempo que não vai ser possível, Deus tem nos dado essa oportunidade hoje, amém.

Vamos curvar nossas cabeças e terminar, porque nós não estamos com mais tempo. Você não se tornou rebelde, você já era, antes você estava mostrando só a fumacinha, igual criança, quando cresce é que mostra a dificuldade. Rebeldia é uma coisa que você traz.

Oração: Amém Jesus, nós te agradecemos pela sua misericórdia, pela bondade do Senhor, por tudo que o Senhor tem nos ensinado, mostrado, por tua palavra. Nós temos, Pai, visto que ela tem se cumprido em nossos dias, ela tem se cumprido através dos dias, e que as coisas ocorrem exatamente como o Senhor profetizou. Difícil acreditar, mas quando nós vemos, não tem como a gente resistir a perfeição da seqüência dos fatos e tudo que ocorre. Diante disso, ajuda-nos a construir essa arca em nossas vidas, ajuda-nos, ó Deus, a estar sempre comendo esse livro, alimentando dele. Ajuda-nos a entender que sempre, se Cristo não estiver em nós, não for formado em nós, a imundície do mundo vai levar, a enxurrada vai levar aquele que não estiver em Cristo.

E às vezes nós desperdiçamos muito o tempo, às vezes nós não damos o devido valor, a devida importância à essa construção, quando ela é a nossa salvação.  A doutrina de Cristo é a nossa salvação, o evangelho de Jesus Cristo, esse livro. Esse livrinho sintetiza o que precisa ser comido realmente, a expressão mais correta é que Ele precisa ser realmente ingerido, Ele precisa entrar dentro de nós. Alimentar, meditar, Ele precisa entrar dentro de cada um de nós, o evangelho de Cristo, a doutrina de Cristo, mistério de Deus, o mistério de Deus.

Música: Ainda que a terra trema, que as águas se turbem, que os montes se abalem.

Serás sempre meu socorro, meu auxílio, meu amigo que me livra do perigo.

Contigo eu me sinto forte, sinto que tudo posso, todo medo lanço fora.

Serás sempre o meu rochedo, meu refúgio, meu escudo, contigo sinto seguro.

Falarei às multidões as maravilhas que Ele fez. O cego viu, o mar abriu, o morto ressurgiu.

Cantarei no meu viver hinos, salmos e louvores.     

Só Ele faz, basta crer, você vai ver o impossível acontecer.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

PovodeDeus.org
Enviar via WhatsApp