Free songs

7- “Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, sede sóbrios e vigiai.” – Reuniões Digitadas – Jovens 2019 – Fevereiro 2016

Encontro de Jovens 2016 – 3 – Vol VII

Goiânia, fevereiro de 2016.

7– “Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, sede sóbrios e vigiai.”


Amém, vamos abrir a nossa Bíblia em 1 Pedro, capítulo 5, versículo 6 ao 9.

“Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que a seu tempo vos exalte; Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós. Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar;
Ao qual resisti firmes na fé, sabendo que as mesmas aflições se cumprem entre os vossos irmãos no mundo.”


Amém! Duas palavras… Eu gostaria que vocês analisassem duas palavras aqui comigo. Todos vocês vão observar aqui no texto. Raciocinem, pensem, pois tem duas palavras aqui que estão relacionadas com o assunto que nós estamos falando. Quais são as duas? Ansiedade, e qual mais? Uma é ansiedade, e a outra? Vou dar uma dica para vocês: Está no versículo 9. Fala um de cada vez.

  • Aflição!

 Isso, aflição! É porque vocês não pensaram! Normalmente, um dos grandes problemas do jovem é esse, ele não pensa, ele já vai atropelando. Mas, quando eu falei: “Analisem primeiro”, todo mundo já começou a falar, “blá, blá, blá” … E eu falei: “Pensa, analisa, porque tem duas palavras nesse pequeno texto que estão relacionadas com o assunto que nós estamos falando”. A primeira é ansiedade: “Lançando sobre ele toda a vossa ANSIEDADE”, e lá embaixo, no versículo 9, ele fala: “As mesmas AFLIÇÕES”. Está dizendo aí o seguinte: “Lança sobre ele toda a nossa ansiedade”.

 Então Deus sabia que nós teríamos ansiedade! Não existe ninguém no mundo, principalmente os filhos de Deus, que não tenham ansiedade. Só que nós não sabemos como nos comportar na hora da ansiedade, como resolver a ansiedade. Então, quando o evangelho… Porque não adianta nos reunirmos aqui e fazermos barulho se a gente sair daqui sem entender o evangelho! Nós precisamos entender o evangelho! Para você saber como vai agir na hora do problema, porque a questão é SABER AGIR NA HORA DO PROBLEMA!

Aqui nós estamos treinando, para, depois, irmos para a guerra. O soldado passa anos no quartel treinando. Se aparecer uma guerra, ele tem que saber se portar na guerra. Aqui não tem ninguém que está passando por problema agora, mas na hora que você menos espera, vem o problema! E como você vai se portar diante do problema?  É com isso que nós temos que nos preocupar.

 E o problema de um, não vai ser o problema do outro! O problema de um vai ser diferente do problema do outro. É muito difícil o mesmo problema estar acontecendo com duas pessoas, porque normalmente cada um tem o seu! Como nós falamos ontem, um se sente desprezado; o outro se sente humilhado; o outro revolta-se e às vezes nem sabe o porquê! Nós não

67

falamos ontem que a ansiedade está relacionada com isso? Porque você não tem um motivo, às vezes! Você fala: “Não sei por quê, só sei que eu estou me sentindo assim”.

Quantas vezes a pessoa vai ao médico reclamando de um tipo de problema, faz todo tipo de exame e não tem nada! Vai, chega no médico reclamando de uma coisa, faz os exames, ele vê que não tem nada, mas você fala: “Mas eu estou sentindo”, e o médico fala: “Eu acredito que você está sentindo, só que você não tem nada! Está aqui, você fez os exames e está claro aqui que você não tem nada”. Então, nem sempre tem motivo, NEM SEMPRE TEM MOTIVO!

 Vamos de novo, todo mundo tem ansiedade! Todo mundo sofre desse problema, principalmente nos dias de hoje, no tempo de hoje, TODO MUNDO TEM ANSIEDADE! Então o problema está em saber se comportar na hora da ansiedade, como você vai agir, como você vai proceder na hora do problema. A pessoa que sabe resolver, a pessoa que sabe superar o problema, ela vive melhor, ela vai viver melhor! Se não souber, o que é que vai acontecer? Se você não sabe como resolver as questões… “ansiosos, frutos da ansiedade!”

 Se você souber resolver, você vive melhor, é isso que eu estou falando! VOCÊ VIVE MELHOR! Não estou dizendo que vai ser a solução definitiva não, hoje tem um problema, amanhã tem outro, mas que você vive melhor, não há dúvidas! Amém?

 Imaginem um assalto… Eu quero que vocês participem, falem. Vocês são inteligentes, eu sei disso! Se existe um assalto, qual é a orientação para a vítima do assalto? Não reagir. Porque ela corre o risco de ser morta, de apanhar, de se machucar. Então, não reaja! Há poucos dias teve um caso aqui. O Delegado Cristão foi morto! Um delegado aposentado, acostumado, que ensinava os outros a não reagir, reagiu!

 Aí, o menino vai lá e mata! Por quê? Por que os homens estão preferindo os meninos (os jovens) para os crimes? Por quê? Não sabe? Por que estão preferindo os jovens para a criminalidade? Só um levanta a mão e fala… Porque o jovem não pensa! Ele sai fazendo as coisas! É assim mesmo? Ele não para pra pensar assim: “Não, hoje não, eu vou fazer isso amanhã, eu vou pensar.” Ele já sai fazendo as coisas, ele não raciocina, ele não medita, e ninguém deve agir dessa forma.

 Então, imagina, eles pegam e põem os meninos (jovens) para fazerem as coisas porque se colocassem um adulto, ele ia pensar e acabava não realizando o assalto! Já o jovem, não. O jovem vai lá e faz. Mas depois que está lá na cadeia, que é preso, abaixa a cabeça, chora, fala: “Mãe… pai…” Começa a reclamar, “Foi ele que mandou, foi ele que fez isso, foi não sei o quê, foi o meu amigo, foi o meu colega”, mas aí já foi, gente. Aí já passou, não adianta mais.

 Como é que nós vamos resolver os nossos problemas? Então, está escrito aqui: “Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que a seu tempo vos exalte; Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade”. O que é ansiedade? Nós falamos ontem, você quer comprar alguma coisa, você quer namorar, você quer casar, você quer… o que mais? Uma coisa, por exemplo, que os jovens têm demais é ansiedade por comprar. Eles têm uma coisa por adquirir, por comprar. Já têm uma coisa, mas têm que comprar outra. O que mais? Ansiedade pela aparência, ansiedade por fazer sucesso, e assim por diante.

Mas aqui fala assim: “Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que a seu tempo vos exalte; Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade”. Como que nós vamos fazer isso, na prática? Como que nós vamos lançar sobre ele a nossa ansiedade? Então, o problema é meu, mas eu posso passar para Deus? Está falando aqui: “Lança sobre ele toda a

68

vossa ansiedade”. Às vezes, eu estou falando aqui e vocês não estão levando muito a sério, mas aí chega lá no corredor, tem um problema e não sabe como resolver o problema, não sabe resolver a questão.

 Permita-me fazer uma referência: Eu, Rebecca Malta e Thainá, trabalhamos juntos aqui, e eu converso muito com elas, principalmente com a Thainá. No dia que ela veio, ela tinha feito um acerto lá na loja que ela trabalhava, e quando eu cheguei, ela estava chorando. Aí eu perguntei: “O que foi, Thainá?” e ela, angustiada, disse que foi receber lá, mas não recebeu o que ela achava que ia receber. E, mediante isso, o que você faz? Às vezes eu converso bastante com ela e, ela talvez ainda não perceba, mas muita coisa hoje ela já consegue resolver. Muita coisa ela resolveu, muita coisa ela adquiriu por meio dessas conversas e dessa convivência conosco… “Deixa isso para lá, não faz assim”.

 Quanto mais você ficar ansioso, angustiado… porque a ansiedade está relacionada com a aflição, com a angústia. Até quando você ficará angustiada e aflita por causa disso? Deixa isso para lá, coloca em prática o Evangelho, e daqui a pouquinho Deus recompensará você. Deus traz para você o que você perdeu, e às vezes isso é para o seu próprio bem! Tira uma pessoa da sua vida que vai te dar trabalho, tira uma pessoa que vai causar sofrimento. Aí a menina fala para o pai, “mas eu gosto dele!”, “minha filha, ele não presta! Ele tem feito você sofrer! Ele não ama você!”; “ah, mas eu gosto, pai, eu quero é ele!” Isso é o quê?! Toda a igreja:

  • Ansiedade
  • Mais alto.
  • ANSIEDADE!

Isso! A ansiedade significa exatamente esse desejo, essa coisa anormal, “EU QUERO FAZER A VIAGEM!”, aí você não pensa! “EU QUERO COMPRAR ISSO DE QUALQUER JEITO!” … Isso é…?! 

  • Ansiedade!

 Tem que esperar, mas você pensa: “Esperar? Mas se eu esperar, ele vai gostar de outra; se eu esperar, ele some”. É melhor esperar. Esperar e confiar em Deus! Ou você não confia em Deus? Sabe como a gente cura a ansiedade? Sabe como que a gente vai fazer para curar a ansiedade? Vocês estão entendendo? O problema maior do jovem é a ansiedade! É o problema de todo mundo, mas principalmente dos jovens, porque eles não pensam. A ânsia, o espírito perturbado não pensa. Mas tem que pensar! Não aja como criança! Calma, para e pensa! O mundo não vai acabar por causa disso, do seu problema! Vai acabar por causa de outras coisas.

Nós vamos ver hoje à tarde alguns vídeos que eu separei para vocês, e eu vou mostrar que tudo é em função da ansiedade. Um dos problemas mais graves da humanidade hoje chama-se ansiedade.  A ânsia te leva à ansiedade e a ansiedade torna-se uma doença da alma. E doença da alma não tem remédio. A solução que existe é Deus! A doença da alma, só Deus pode curar. Remédio não pode fazer, não pode curar.

Como eu falei para vocês aqui ontem, os médicos tratam ansiedade dando remédio, controlando a parte física da pessoa. A parte mental… porque aquilo que vem da alma, só DEUS! Amém, Thainá? E por que vocês estão aí atrás? Eu quero todo mundo aqui na parte

69

da frente pra gente poder conversar melhor! Não quero ninguém aí atrás, só aqui na frente! Eu já falei ontem, depois vocês arrumem um jeito de vir aqui para a frente. Olha o tanto de banco sobrando… Amar a Deus sobre todas as coisas é o remédio para a ansiedade! AMAR A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS!

Vamos ver aqui, no mesmo lugar em que nós estávamos lendo, I Pedro. Diz assim: “8 – Sede sóbrios, vigiai, porque o Diabo, vosso adversário, anda em derredor”. Então, quem que é que está em volta de nós? O Diabo! Mas aí você fala: “Eu não vejo o diabo” … como é que a gente sabe que o diabo está em volta de nós? “O diabo, vosso adversário, está em volta de você, ao seu redor”, e como é que você sabe?

 Lê o versículo de novo para mim: “8 – Sede sóbrios, vigiai”, ou seja, fique acordado, “Sede sóbrios e vigiai”, olha aí! “Porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar”. Jesus andava com Pedro! Ele e Pedro, lado a lado. Vem cá, filho (chamou uma pessoa lá na frente).

 Eu sou Jesus e você é Pedro. Ele andava com Pedro ao seu lado, conversando com ele. E Pedro fala com ele. De repente, Jesus disse: “Sai de mim, Satanás”. Amém? Naquele momento, Jesus estava vigiando, observando se era Pedro ou Satanás. Tinha hora que era Pedro e tinha hora que era Satanás. Então, às vezes a gente fala isso, chega a chocar, mas tem hora que quem está do seu lado, é seu namorado, ou a sua namorada, mas tem hora que é Satanás! Tem hora que é o seu marido, sua esposa, mas tem hora que é Satanás.

Você não imagina, mas é desse jeito! É DESSE JEITO e você não imagina! “Mas como é que o diabo vai usar o meu melhor amigo? Minha melhor amiga? Minha mãe? Meu pai?” E Jesus falou: “Olha, ele não escolhe se é o seu pai ou sua mãe não”. Se for para executar o trabalho dele, ele não quer saber! Muito pelo contrário, às vezes são os seus melhores amigos, as pessoas que estão mais próximas de nós! Estão ali, em volta da gente. Sua mãe… Jesus fala: “Minha mãe e meus irmãos são os que fazem a vontade de Deus” e que “os inimigos seriam da nossa própria casa”.

Tem hora que a minha irmã está fazendo a vontade de Deus, mas tem hora que ela não está! Tem hora que ela faz parte da família de Deus, tem hora que ela não faz parte. É isso que nós precisamos fazer: Sermos sóbrios e vigiarmos. Olha, não é porque é a sua amiga ou o seu amigo que vai ser sempre bom não. Então pense: “É meu amigo, é meu irmão, mas eu não posso confiar na pessoa. Tem hora que eu não posso aceitar, tem hora que eu não posso concordar”. É isso que Deus falou: “Vigia. É seu namorado, sua mãe, seu pai, seu irmão, mas tem hora que você não pode confiar!”.

Mas aí a pessoa chega: “Nossa, menina, mas você precisa ver, e tal, e não sei o quê… olha, é maravilhoso”, você pode comer? Você aceita? Não! Você pensa primeiro, porque se você não pensar e aceitar de uma vez assim, o que é que acontece? Se torna uma ansiedade! Aí você chega em casa: “Pai, mãe, olha isso aqui, e tal… eu quero!”. Mas aonde começou o problema? Lá onde a pessoa falou para você, lá aonde passava a propaganda e você viu, lá na internet e você pegou o negócio! Não é tudo que você vê, que vem diante dos seus olhos, ou o que alguém te fala, que é bom não! Porque pode se tornar um problema na sua vida, se torna uma ansiedade, uma doença, um mal. Determinados negócios que a gente faz… Olha ali, a Bárbara está chegando com a menina no colo, pronto! O quê que foi? Qual que foi o problema? Ela está ali chegando com a menina no colo, qual foi a causa?

  • ANSIEDADE!

70

  • E depois?
  • AFLIÇÃO!
  • E depois?
  • ANGÚSTIA!
  • E o que mais?

 
Aí vocês vão pondo sofrimento para o resto da vida! Vocês concordam? Está aí um exemplo maior chegando, de carne e osso! Pensou lá atrás? Foi iludida? Foi enganada? Foi injustiçada? Pode colocar tudo isso aí, mas agora, meu filho, o que é que sobrou? Está no colo ali! Não é isso? Então, na hora, se você não vigiar, você assina o contrato, você faz o compromisso! Se você não vigiar, você faz a tatuagem no corpo e depois, lá na frente, você quer tirar a tatuagem! Se você não vigiar, você faz a coisa errada! E se torna uma causa de ansiedade, de angústia, de tristeza, de revolta. Amém? E como que nós vamos, depois, resolver o ‘negócio’?

O pior é que nós só temos uma passagem pela terra, uma só vida! O gato tem sete vidas, mas nós, temos só uma! Deu certo? Deu! Não deu certo? Não deu! Então nós temos que ter muito cuidado, vocês concordam? Vigiar… como que a gente vigia? “ORA E VIGIA!”. O jovem, por causa da sua ansiedade, normalmente não ora e nem vigia. Às vezes eu vou falar com os meninos, o Alysson, aí ele vira para mim e fala: “Não, eu já sei o que o senhor vai dizer; eu já sei o que o senhor vai falar! Não precisa dizer, porque eu já sei o que o senhor vai falar”. “Uai, então como que você quer que resolva o problema?”, “Agora eu estou com pressa e eu já sei o que o senhor vai falar”. Então não quer resolver o problema! Quer criar problema!

Amém! Microfone aí para alguém falar, ver se entendeu… Porque nós temos que tirar o coelho da cartola aqui. Primeiro eu tenho que saber se você entendeu! Dá para o Toninho primeiro, porque ele é mais velho, é o jovem mais velho, né?

  •  Irmão, é como eu estava falando para você ontem, é uma palavra importante demais para o jovem, é uma palavra importante demais para todo mundo! Porque realmente é a ansiedade que faz a gente errar demais, é a ansiedade que faz a gente fazer besteira demais. E nós estávamos falando, a hora que chega o problema, não sabe resolver, não tem entendimento, aí resolve de qualquer jeito, aí está com pressa porque a coisa é para ontem! Não pensa, não fala com Deus, e o inimigo está em volta da gente! Ele está em volta da gente.
  • Como que o diabo chega até você, hoje, Toninho?
  • Chega pelas pessoas mesmo!

Isso! Ele precisa usar as pessoas, ele não vai usar o corpo de um cavalo! Não pense que não! Ele vai usar sim, um corpo, uma pessoa, ele vai usar alguém, ele vai usar alguma coisa para chegar até você. Não acontece com você de vez em quando. Você está conversando com seu melhor amigo, ou então com seu namorado, se você prestar atenção você vai falar: “Olha, hoje você está possesso, hoje você está endemoninhado”; ou não tem isso? Tem hora que é uma pessoa ali do seu trabalho. Você vira e fala: “Não, hoje você está possesso. nossa, hoje minha mãe está com a cachorra. O meu pai hoje, está virado”; ou não tem isso? E quem vocês acham que está por ali usando quem você nunca imaginaria?

Alguém queria chegar em Eva: “Ô, Eva, e tal.” Arrumou um jeito de se aproximar da Eva, né! Era o diabo, era o satanás que chegou lá! Ele conseguiu chegar lá, e qual foi a

71

consequência? Caim! Estão vendo? Caim caiu no colo da Eva. O diabo chegou ali através da serpente, amém?! Alguma coisa aconteceu em função daquilo, e a consequência foi o mundo que vivemos hoje. É tudo culpa daquele ato! Tudo é consequência daquele ato. Um ato?…

  • Irrefletido, impensado! (irmão Toninho)

Que jeito que o diabo fez para poder conseguir? Ele falou: “Olha que beleza, olha que árvore bonita! Você nunca viu não? Olha para você ver, olha!”. Aí Eva foi olhar: “Nossa, não é que o ‘trem’ é bom mesmo?!”. E o diabo: “Pois é, então pega, Eva!”. E Eva pegou. Ou não foi assim, Toninho? “Olha que árvore mais bonita, olha que coisa maravilhosa!” 

  • Fruto bom para se comer, né? (irmão Toninho)
  • Fez sem pensar, fez sem?…
  • Refletir!

E depois, meu irmão, foi embora o boi com a corda e não tem mais como reagir. Amém, Toninho? Fala, Toninho!

  • É isso mesmo! Achei interessante esse detalhe, a gente nunca acha que é aquela pessoa. Você pensa que é a mesma pessoa, mas não é! Uma hora é a pessoa, outra hora é o Diabo!

Por isso precisamos estar atentos para saber quando é a pessoa e quando é o diabo. E quando for o diabo, temos que resistir, né?

Às vezes a pessoa gasta uma fortuna para fazer uma festa. Gasta uma fortuna, faz dívida, faz compromisso para poder fazer uma festa e aquilo acaba em uma noite! No outro dia, passou. Mas antes, não adianta falar, vocês concordam? Antes, parece que não adianta falar!  Porque você está falando: “Olha, larga de mão disso, não adianta, faz só um aniversáriozinho! É a mesma coisa, é a mesma coisa”… Mas não adianta falar.

Mas o povo de Deus não pode ser desse jeito não! Nós estamos aqui mostrando para vocês que o povo de Deus é um povo que pensa! O povo de Deus é um povo guardado por Deus e que raciocina, pensa, e que não põe a mão na cumbuca a qualquer hora não. Por isso que o povo de Deus vive melhor, pois, quando ele está ansioso por alguma coisa, ele pensa: “Espera aí, eu vou falar com Deus primeiro”… Lança sobre ele a sua ansiedade, fala com Deus primeiro, pois é melhor você chorar a noite inteira aos pés de Deus, do que estragar a sua vida toda. Amém, gente?

Fala, Rachel. Fala, Fred. Uai, mas, engraçado, vocês não têm nada para falar? Nadinha? Como que o diabo vai chegar perto de você, Fred?

  • É através das pessoas, né? normalmente pessoas próximas de mim, como a Cássia, meu pai, minha mãe e meus irmãos.

E ele sempre está no meio de vocês, né? Ele está no meio de vocês! Você acha que ele não vai usar o Filipinho? Você acha que ele não vai usar o Gustavo? Quem que o Diabo vai usar para estar no meio de vocês? Ou vocês acham que não? Claro, gente! Amém? Vocês devem estar pensando como que o diabo chega em vocês. Você deve ter um irmão, pai, mãe, amigos, parentes, pessoas do seu relacionamento.

Como que o diabo vai chegar em você, Felipe? Não é só através da Naiane! Talvez, através dela, muito pouco, porque ela ama você, ela gosta de você, então é mais fácil se você

72

vigiar! Você vai perceber. “Hoje eu preciso ajudar a Naiane, eu preciso resistir àquele que não é a Naiane. Eu preciso resistir aquele que está nela”. Isso que é vigiar, ISSO QUE É VIGIAR! Você observar que a pessoa precisa da sua ajuda. Ela precisa da sua ajuda, porque você percebe o inimigo nela! Foi isso que Jesus fez com Pedro.

Não é chegar fazendo confusão não, mas é pensar: “Minha mãe está precisando de ajuda hoje”. Aí o que você vai fazer? Você vai orar pela sua mãe; “Senhor, tenha misericórdia da minha mãe, tenha pena dela, tenha dó dela, tenha compaixão da minha mãe”. Não é não, filha? Não acontece isso?

Lá no quartel, tinha dia que o comandante usava o microfone, e quando ele usava o microfone, a gente sabia que aquele dia ia ser um terror dentro do quartel! Aí o pessoal costumava dizer: “Parece que a dona Deia (mulher do comandante) dormiu de calça jeans hoje, porque ele está com a cachorra. Na formatura, de manhã, a gente já via que o dia ia ser… Mas só que ninguém tinha entendimento. Se o batalhão tivesse o entendimento que a gente tem hoje, a gente ia fazer o quê? Orar pelo Coronel: “Senhor, tenha misericórdia do Coronel”. Aí, naquele dia, o Coronel ia brigar com você e você não iria brigar.

A sua mãe vai brigar com você e você não vai permitir! O namorado vai querer brigar com você, mas não vai conseguir. Se bater em uma face, você vai virar a outra; se tomar o que é seu, você não vai reclamar, e pronto, e acabou! Aí volta ao normal. Mas você pensa: “Mas é tão fácil assim?” É sim! Mas se você reagir, se você reagir de forma negativa, o problema vai piorar, às vezes chega até matar um ao outro!

Duas pessoas, às vezes, vão para um barzinho, começam a conversar e tal, mas não acontece de um matar o outro? O Diabo anda ao redor de nós, e mais uma vez eu quero perguntar: como que ele chega até você? Ele vai usar alguém! Ele vai usar uma pessoa.

 Amém, vamos pausar para o intervalo.

Oração:

Amém, Senhor, como é verdade! Eu sei em quem eu tenho crido, e apesar de tudo, eu confio no Senhor. Apesar de tudo, eu creio no Senhor! Apesar de toda a dificuldade, do medo, das inseguranças, das dúvidas, apesar de tudo, eu creio no Senhor! Só o Senhor é Deus, só o Senhor é o Criador de tudo e, agindo o Senhor, ninguém pode impedir! Eu vou chorar aos teus pés, eu vou confiar no Senhor, eu vou colocar no Senhor toda a minha esperança, porque o Senhor saberá me corrigir com bondade! O Senhor vai me corrigir e vai me tirar os pés… e vai me tirar as mãos… e vai tirar tudo aquilo que tem pesado o meu fardo, tudo aquilo que eu não consigo jogar fora, aquilo que eu insisto em levar comigo. É verdade, Senhor. Muitas são as fraquezas do justo, muitas são as deficiências do justo, muitas são as limitações do justo. Os nossos pés também são presos; o inimigo, muitas vezes, abusa da nossa ignorância, aproveita da nossa fraqueza, mas nunca deixaremos, Pai, de invocar o teu nome. Nunca deixaremos, Senhor Deus, de olhar para o céu, de onde vem o nosso socorro, de onde vem a nossa salvação. Nunca deixaremos, Pai, de estendermos as nossas mãos ao Senhor, porque sabemos que só o Senhor tem a verdadeira Paz, a verdadeira Justiça! Tira os meus pés… tira os meus pecados, nem eu posso entender, nem eu posso compreender o mal que há em mim. Nem eu posso, Senhor Deus, entender porque há, tantas vezes, resistência no meu viver! Eu não sei, se o Senhor me provar, se o Senhor, Pai, me examinar, terá razão em me punir, terá direito… Mas tenha misericórdia de mim, Jesus! Mas tenha compaixão! Ajuda-nos, porque somos ovelhas do teu pasto, somos as pedras da tua construção. Amém!

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

PovodeDeus.org
Enviar via WhatsApp