Free songs

CAPÍTULO V A IGREJA RUMO À PERFEIÇÃO

CAPÍTULO V

A IGREJA RUMO À PERFEIÇÃO

Vamos dar seqüência ao que tem sido falado. Tem um versículo que

diz: “Bem-aventurados aqueles que permanecerem até o fim”. Que           bom que vocês ainda estão vivos! [Sorrisos – Editora]. Eu tenho certeza de que o pessoal de Goiânia ainda está aqui. Goiânia é longe e eu estou vendo o ônibus estacionado ali na porta. O pessoal de Araguaína também não foi embora. O Sílvio não foi para Pires do Rio, o pessoal de Mineiros também não retornou. Palmas? Ah! Estão ali, o Walfredo, a Ceiça…  Eu creio que vamos finalizar o que nós vimos até agora. Nós tínhamos visto… Nós vamos ter que fazer de novo, aqui no quadro, o desenho dos montinhos.  Antes, eu gostaria que vocês, rapidamente, ouvissem um sonho. Quem teve o sonho? O Paes? Cadê o Paes, ele está aí? É interessante observar o sonho dele.

– Como foi o sonho, Paes?

– No sonho estava eu, o Everardo e a Marici em um local diferente, uma cidade de pouco acesso. Lá, nós encontramos uma oficina mecânica. Como eu tinha uma dor muito grande na perna, fui até essa oficina pedir ao mecânico que me levasse ao hospital. Chegando lá, esse mecânico falou para mim que ele tinha sido candidato, mas havia perdido a eleição. Eu disse a ele que apesar dele ter perdido, eu tinha votado nele. Ele disse que me levava, mas tinha que ser na carroceria. Lá havia muita terra, óleo e ferramentas. O Everardo me colocava no colo dele e no colo da Marici. Chegando no hospital o médico não deu um diagnóstico do problema. Apenas passou um analgésico e a gente retornou. Aí, eu falei para o Everardo que estava pior que antes, que a dor continuava muito forte. O Everardo olhava para minha perna e conseguia observar um orifício que continha uns bichos, tipo esse bicho que dá em carne podre. Ele conseguiu encontrar uns bichos dentro da minha perna. Eu olhava e não via. A Marici também viu, disse que estava vendo uns três bichos na minha perna. E eu falei para o Everardo para voltarmos ao hospital que a dor estava aumentando e o remédio que o médico havia passado não conseguiu… [Momento de silêncio. O Ir. Paes interrompe a fala porque começou a chorar – Ed.]. Mas o motorista estava dando a carona de má vontade e o Everardo falou que não iria pedir mais nada a ninguém,  e que nós mesmos iríamos fazer alguma coisa. Aí, tinha justamente esse gráfico que o irmão Rossini desenhou no quadro, e o Everardo pega va uma… [Mais uma vez o irmão não consegue conter as lágrimas – Ed.]

Deixe-me ajudá-lo  aqui… O Everardo pegava uma tesoura e recortava o gráfico e colocava sob a ferida na perna dele, que era sarada. Foi mais ou menos assim. Trocando isso em miúdos, o que é? Na realidade, o Paes enfrenta um problema muito difícil no casamento dele. Quando ele se casou, ele já tinha um filho e a esposa dele também. Quando não há filho nenhum já é difícil, imagine quando você traz  um filho e a mulher traz outro, a situação já se complica muito. Depois, juntos, eles tiveram mais um. Aí, tem três tipos de filhos e, dificilmente,deixarão de haver problemas nessa casa. São feridas que se abrem e doem bastante. Eu quero dizer para você uma coisa que talvez você nunca tenha entendido. Todo pecado causa uma ferida, por menor que ele seja.

A Bíblia diz que tem pecado que é para a morte e tem pecado que não é para morte. Tem pecado que não causa ferida, ele mata! E tem pecado que aleija! Aleija como? Machuca a pessoa de tal forma que ela fica aleijada. O que é uma pessoa aleijada? É uma pessoa defeituosa para o resto da vida. Tem pecado que é para a morte, tem pecado que aleija e tem pecado que causa ferida, mas não há nenhum que deixe de causar uma ferida. O que é pecado? “Toda injustiça é pecado”. Vamos localizar onde isso está escrito. Se toda injustiça é pecado, sempre que eu cometo uma injustiça, eu peco. Eles vivem juntos, os três filhos, mais ele e a mulher. Cabeças diferentes, maneiras de pensar diferentes. E essas crianças, na medida em que elas vão crescendo, que elas vão começando a entender, vai piorando cada vez mais a situação. E só existe uma forma de se sarar essa ferida, é vendo as coisas, os acontecimentos dentro de casa do ponto de vista de Deus. Por isso, Deus mandou que recortasse o gráfico e fosse colocado na perna, que sarou a ferida. O Paes vai ter que enxergar dali, a Edilza também. Do contrário, a ferida não será curada, antes, será cada vez mais aberta.

– Com certeza a Edilza também tem as feridas dela, Paes. O filho, a dissolução do casamento… Tudo causou feridas e para curar é vendo do ponto de vista de Deus. Certo?

– O Everardo cortou os pedaços do gráfico que mostrou onde nós temos que colocar o nosso tesouro e colocou no buraco, no orifício da minha perna, para que não entrasse terra.[Ir. Paes – Ed.]

Lá está o gráfico da caixa de tesouro, não é? Esse gráfico também foi cortado e usado para sarar a ferida. Isso quer dizer que Deus aprovou o gráfico, é isso que é importante. Deus aprovou o que foi escrito? Aprovou! Quem prestou atenção, quem viu, quem entendeu, quem olhou, quem tirou proveito disso… Se Deus aprovou, quem sou eu para desaprovar? Deus aprovou a caixinha de tesouro lá em cima? Certamente. E ele vai aprovar o que vamos falar de agora para frente. Toda injustiça é pecado. Pecado não é  só prostituição, não é só beber, não é só matar. Ninguém pode definir pecado a não ser da forma que está escrito. Pecado é não crer em Jesus Cristo, e não crer Nele é não aceitar a Sua Dele. Se você cresse, você aceitaria a justiça Dele. Pecado é injustiça, toda injustiça. Você pode definir pecado da melhor forma assim. Às vezes, do meu ponto de vista, eu sou impecável; do ponto de vista de Deus, eu sou pecador, porque ainda sou injusto, ainda vejo com maldade, ruindade, julgo, censuro, condeno, jogo pedra, vejo as coisas lá de baixo. Com certeza, eu peco porque não sei enxergar direito, não sei ver direito! Eu cometo muita injustiça e toda injustiça é pecado. Por isso, quanto menos você falar, melhor. Jesus chegou para os fariseus e condenou aquele povo que tinha uma justiça própria fantástica, que achava que era perfeito, e não era. Ele os comparou com o sepulcro caiado. Por fora, tudo bonitinho, boa aparência;  mas, por dentro, ainda estava cheio de ruindade. Vamos abrir a Bíblia em I João, só para mostrar para vocês o que é pecado:

“Se alguém vir seu irmão cometer um pecado que não é para morte, pedirá, e Deus lhe dará a vida para aqueles que não pecam para a morte. Há pecado para morte, e por esse não digo que ore. Toda injustiça é pecado; e há pecado que não é para a morte”. [I Jo 5: 16-17]

“Há pecado para morte, e por esse não digo que ore”. Porque não precisa orar? Porque é um pecado para morte. Tem pecado que é um assassinato, o próprio pecado já causa a morte da pessoa. Por esse não adianta nem orar, não vai resolver. “Toda iniqüidade é pecado”. Em outra tradução diz que “Toda injustiça é pecado”. Leia o texto novamente: “Se alguém vir seu irmão cometer um pecado que não é para morte…”. O que está acontecendo com o Paes? Ele está pecando, só que o pecado dele não é para a morte, é um pecado que tem solução, que dá para resolver, é uma ferida apenas. E se você orar por ele, abrir os olhos dele, levá-lo ao arrependimento, a ferida será curada. E muita gente pensa que não peca. Gente, neste mundo, viver no mundo em que nós vivemos sem cometer uma injustiça! Viver no mundo que nós vivemos! Você se levanta pela manhã imaginando que vai passar o dia todo sem cometer uma injustiça. Quantas injustiças não começam lá na cama, entre marido e mulher? Toda injustiça é pecado, cuidado! Toda! Você comete injustiça com o filho, com a mãe, com o pai, com o vizinho, na rua, no ônibus, no banco, nos seus negócios, quantas injustiças, por menores que elas sejam…  Nós devemos andar vigiando a todo tempo e lugar no sentido de que não cometamos injustiças.

Eu queria começar com esse sonho dele para dizer o seguinte, de tudo o que nós vimos nesses dias aqui, o que Deus espera, para onde Deus quer levar a igreja? Você já deve ter concluído. Para onde? Qualquer lugar, aqui, em Araguaína, Paraíso, Goiânia, desde que você não cometa injustiça alguma. Por que você não comete injustiça? Por causa de Deus, por amor a Deus, por causa da sua consciência para com Deus. Não é porque nós somos melhores do que ninguém, não é porque somos capazes… É porque nós lutamos, é uma luta!

– Para onde Deus quer levar a igreja?

– À perfeição, ou seja, à adquirirmos o ponto de vista Dele. [Ir. Cida – Ed.]

– Quer levar toda igreja a …

– À perfeição. [Ir. Cida – Ed.]

Onde fica isso? Por isso Deus quer trazer toda a igreja para cá [Vide desenho anterior ao início do Capítulo – Editora]. Lá em Isaías, Capítulo dois, ontem nós vimos, e outros profetas se referem a essa promessa, de que o monte da casa de Deus se exalçaria sobre todos os montes. Este monte será a casa de Deus, a igreja. Jesus chamou a mulher e disse que haveria um tempo em que não se adoraria a Deus em monte algum, nem em Jerusalém, a Jerusalém física. Jesus sabia que o lugar onde se adora a Deus não é num lugar físico, mas um lugar espiritual, um lugar santo onde a vontade de Deus é feita. É para este lugar que Deus quer levar você, este lugar de perfeição onde não há pecado, porque você vê as coisas como Deus vê. Preste atenção nisso, pois não serão muitos montes, mas um só monte; não serão muitos povos, mas um só povo; não serão muitos deuses, mas um só Deus; não serão muitas crenças, mas uma só fé.

Eu não posso ter uma fé e você outra, terá que haver uma só fé. Não serão muitos espíritos, mas um só Espírito,  Espírito Santo. O meu Senhor será o seu Senhor. Para onde Deus quer levar a igreja? Ao Monte Sião, o monte de perfeição, a casa de Deus, a Jerusalém Celestial. Este monte é constituído por pessoas, por vidas, não importa se você é batista, assembleano, presbiteriano, católico, espírita, seja o que você for, você tem que se converter não à religião, mas a Cristo. Você tem que sair de onde você estiver, do monte onde você estiver. Este monte aqui é o monte espírita; aqui, o monte batista; aqui, o monte adventista; aqui, o monte que você quiser. Você tem que sair do seu monte e ir para este monte maior, mais alto. Todos terão a mesma visão, o mesmo ponto de vista, não haverá divisão. Porque enquanto eu estiver vendo de uma forma e o Everardo de outra, é sinal de que tem divisão. Enquanto houver um pensado de um jeito e o outro pensando de outro, tem divisão. Ou um, ou outro está errado. Ou um, ou outro não chegou a este monte. Quanta divisão ainda não existe aqui, só aqui, imagine no mundo!

Alguém localizou o versículo? Miquéias 4: 1. É bom que você pegue e leia, para você ver se o que nós estamos falando aqui é verdade ou não. Eu gosto muito dessa passagem para fazer referência a essa questão do ponto de vista.  Quando a mulher foi pega em adultério por aqueles homens, foi levada para ser apedrejada.  Mas, o que Jesus disse “Vá e não peques mais”. Viram a diferença do ponto de vista humano e do ponto de vista de Deus? Se deixar por nossa conta a gente apedreja mesmo. A outra do poço, a samaritana, havia tido cinco maridos e aquele com o qual ela estava, não era dela. Qual foi o ponto de vista de Deus? Ele eliminou aquela mulher porque ela tinha tido cinco maridos? Ele condenou a mulher que foi pega em adultério? Ninguém sabe se a partir dali ela continuou a pecar ou parou, se ela obedeceu ou não. O importante é que as pessoas estavam ali para jogar pedra. Quantas vezes nós atiramos pedra sem pensar, sem entender?

“Mas nos últimos dias acontecerá que o monte da casa do Senhor será estabelecido como o mais alto dos montes, e se exalçará sobre os outeiros, e a ele concorrerão os povos. E irão muitas nações, e dirão: Vinde, e subamos ao monte do Senhor, e à casa do Deus de Jacó, para que nos ensine os seus caminhos, de sorte que andemos nas suas veredas; porque de Sião sairá a lei, e de Jerusalém a palavra do Senhor”.[Mq 4: 1-2]

– Isso! Volte, vamos ver aqui em uma outra tradução:

“Mas nos últimos dias…”. Todos detalhes têm que ser observados. A igreja nunca ia adquirir essa unidade nos primeiros dias. Deus reservou isso para os últimos dias. Vamos ver…

“Mas nos últimos dias acontecerá que o monte da casa do Senhor será estabelecido no cume dos montes, e se elevará sobre os outeiros, e a ele concorrerão os povos. E irão muitas nações, e dirão: Vinde, e subamos ao monte do Senhor, e à casa do Deus de Jacó, para que nos ensine os seus caminhos, de sorte que andemos nas suas veredas; porque de Sião sairá a lei, e de Jerusalém a palavra do Senhor”. [Mq 4: 1-2]

O que são outeiros? Outeiros são pequenos montes. Eu pergunto a vocês: a igreja chamada igreja do Véu, ou seja, Congregação Cristã do Brasil, vê como vê a igreja Adventista? Não! Têm visões diferentes, têm pensamentos diferentes, têm pontos de vista diferentes, e é por isso que elas não andam juntas, não há acordo entre elas. Não andam juntas porque não há acordo entre elas. Os católicos andam conosco? Os Adventistas andam conosco? Quem é aqui Testemunha de Jeová? E por que não tem aqui uma Testemunha de Jeová? Por que gente? Respondam! Porque não andam juntas. Não vamos longe, não. Aqui têm pessoas que não concordam conosco, e assim vão indo. E o mundo está cheio, tem milhares de denominações.

A ONU reuniu, em agosto do ano passado, mil líderes religiosos, e não reuniu mais porque não tinha espaço. Isto apenas para você ter uma noção da quantidade de religiões que há no mundo. Do Brasil, apenas dois foram convidados. Imagine, mil líderes religiosos, cada um com seu pensamento, com seu ponto de vista, sua justiça. São milhares de montes! O quadro é pequeno para caber todos os montes. E é por isso que há briga, guerra, morte, separação, contenda. Nós não temos a justiça de Deus. Pensamos de modo diferente um do outro. Assim, não podemos andar juntos

Cada um tem a sua própria justiça e onde foi que nós adquirirmos isso? Onde foi que nós herdamos isso? Quando nós comemos da árvore do conhecimento do bem e do mal. Quando o homem comeu da árvore do conhecimento do bem e do mal o pecado entrou nele, que foi o quê? Que pecado foi esse? Essa justiça, essa forma de pensar e julgar. O homem conhece o bem e o mal, mas não sabe, não tem capacidade (justiça de Deus) que o permita separar o bem do mal. Foi o grande problema do homem, por isso, Deus não queria que ele comesse daquela árvore. Talvez Deus permitisse depois, mas, tentado pelo diabo, o homem comeu da árvore do conhecimento do bem e do mal e tornou-se um com ela. Quem é o homem? Um conhecedor do bem e do mal que não possui justiça, capacidade suficiente para separá-los.

O que Deus quer dar à igreja hoje é esse conhecimento, agora não tem outra alternativa, por isso foi colocada a espada guardando o caminho da árvore da vida. A espada é a palavra de Deus. Agora, não tem outra alternativa: ou nós passamos pelo caminho da árvore da vida, passando pela espada e somos purificados, aperfeiçoados nesse caminho, e aprendemos a discernir o bem do mal, a separar as coisas para não cometer injustiça, ou nós continuaremos pecando, cheios de justiça própria, mas longe de Deus. Esse é o caminho que todos têm que passar, o caminho que Jesus inaugurou. Ele foi obediente até a morte, e nós também, nesse caminho, vamos aprender a obedecer. Aprender a obediência, aprender a ver as coisas do ponto de vista de Deus, adquirir a justiça de Deus e verdadeiramente colocá-la em prática..

Lemos aí que, nos últimos dias, a igreja verdadeiramente cristã, chegaria a esse estado de perfeição, gloriosa, tendo todos os outros montes debaixo dela, todas as igrejas, as denominações, as religiões, todos! Temos que chegar lá, renunciar a nós mesmos, até chegar a ponto de dizer: “Não mais vivo eu, mas Cristo vive em mim”. “Não sou eu que vejo, mas Cristo vê assim”. “Não são os meus olhos, mas os olhos de Deus”. Cristo é o filho de Deus e quando Cristo for formado em você, você também se torna filho de Deus. Deixa Cristo ser formado em você! Paulo falava: “Eu sinto dores de parto até que Cristo seja formado em vós”. Formar Cristo em uma pessoa é levá-la à estatura do varão perfeito, é levar a pessoa a ver como Cristo vê. Por isso o trabalho é difícil para aquele que lidera. Não se trata apenas de ajuntar pessoas em um determinado lugar e promover shows, encontros, cânticos bonitos, etc. Se a nossa natureza não mudar, não resolve.

Abra sua Bíblia em Efésios 4: 11. Meu irmão, a luta é sua, o trabalho é seu. Quanto mais rápido você correr a carreira que te foi proposta, quanto mais você caminhar nessa direção, melhor! Por isso que o povo de Deus não pode ficar toda vida como criança, tem que crescer, porque se você for adulto na fé, no crescimento, será muito mais fácil. O tempo é de conversão. Leia, por favor:

“E ele deu uns como apóstolos, e outros como profetas, e outros como evangelistas, e outros como pastores e mestres, tendo em vista o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo; até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, ao estado de homem feito, à medida da estatura da plenitude de Cristo.” [Ef 4: 11-13]

Agora eu vou perguntar: lendo isso aí, irmão João, para onde Deus quer levar a igreja? Leia novamente o versículo treze.

– Aonde Deus quer levar a igreja?

– À unidade da fé. [Ir. Cida – Ed.]

– Aonde Deus quer levar a igreja? Para que um pastor, um apóstolo, um profeta, saiba que está fazendo a coisa certa, quando ele vai ter certeza que está fazendo a coisa certa? Quando ele estiver levando a igreja dele a …

– À unidade da fé [Ir. Everardo – Ed.]

Não o conhecimento humano, não a doutrina da igreja A, B ou C. Tanto o mestre, quanto o apóstolo, quanto o evangelista, quanto o profeta, todos trabalham na mesma direção, tendo em vista o mesmo objetivo. Qual? Tendo em vista o aperfeiçoamento dos santos. O dia em que os Adventistas resolverem abandonar o seu ponto de vista e caminharem naquela direção, eles vão se juntar aos que já estão lá.  O dia em que a Testemunha de Jeová resolver sair do monte e caminhar nessa direção, também se juntarão aos que já se encontram no mais alto de todos os montes. E se nós também resolvermos deixar o nosso montinho, também iremos para este lugar. Júnior, Lázara, Ramiro, Elias, Paes, Lucilda, Jaqueline, todo mundo. É lá e somente lá que poderemos andar juntos, do contrário, são feridas, machucados, divisões, contendas, partidos, murmurações, acusações e ofensas. Tudo isso acontece porque não há unidade entre nós, tudo isso acontece por causa do pecado que ainda está em nós. Fuxicos, conversas, contendas, pontos de vista diferentes, que mais? Quem se lembra? Acepção de pessoas. Que mais? Falem coisas que estão acontecendo. Inimizade. Como existe isso! Não existe inimizade entre nós? Não existe contenda, não existe partido entre nós? Não ouvi nada! Existe! É para lá que Deus que nos levar, a casa de Deus será constituída por um povo que vê, que pensa, que crê do mesmo jeito.

Só há uma maneira, uma forma de se unir: através da palavra. “Saiu o semeador a semear…”. Jesus disse que a semente é jogada e uma cai aqui, outra ali. São as mesmas sementes. Se a semente é boa, a árvore vai ser boa. A semente é boa, perdoa, ama. A semente é o próprio Cristo. Você também vai ser capaz de amar, de perdoar. A semente é misericordiosa e você vai ser misericordioso. Se a árvore é boa, o fruto é bom! “Não pode de uma mesma árvore colher figos e abrolhos…”. A palavra, o evangelho, a doutrina de Cristo, o ponto de vista de Cristo é que vai fazer a seleção. Jesus Cristo é o Verbo que se fez carne e habitou entre nós. Ou seja, é o próprio Deus! O Verbo que se fez carne e habitou entre nós.

Jesus Cristo, o Deus encarnado, habitou onde? No corpo do pecado para eliminar o pecado. Ele habitou no corpo do pecado e venceu o pecado. O pecado fez tudo para que Ele desobedecesse a Deus, mas Ele não desobedeceu. E você vai vencer o pecado porque Ele deu a você o mesmo Espírito que havia Nele. Resista ao diabo, à serpente, não peque! Você não é obrigado a obedecer a ele, você não é mais escravo do pecado. Jesus te libertou, você é livre, só peca agora se você quiser. E assim nós vamos chegar lá, na casa de Deus. Vai ser um daqui, outro dali, e assim vamos, como está escrito aí? “Vinde, e subamos ao monte do Senhor, e à casa do Deus de Jacó, para que nos ensine os seus caminhos, de sorte que andemos nas suas veredas; porque de Sião sairá a lei, e de Jerusalém a palavra do Senhor…”.  De lá vai sair palavra de Deus que vai nos unir, não importa de onde você veio, de onde você saiu.

Voltando aí, Cida, que está com o microfone, leia de novo:

“E ele deu uns como apóstolos, e outros como profetas, e outros como evangelistas, e outros como pastores e mestres, tendo em vista o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo”. [Ef 4:11-12]

“…tendo em vista o aperfeiçoamento dos santos”.  Deus quer, desde o princípio, o aperfeiçoamento dos santos. O aperfeiçoamento, a perfeição, falar que a igreja nunca atingiria a perfeição é contrariar a palavra de Deus. Dizer que a igreja não chega à perfeição é contrariar a palavra de Deus, é uma injustiça, pois ela caminha para ser irrepreensível, para ser perfeita, para edificação do corpo de Cristo.

– O que é igreja?

– O corpo de Cristo.[Ir. Cida – Ed.]

O corpo de Cristo aqui na terra não poderia ser de outra forma, tem que ser perfeito, santo, por que Cristo é assim. Como faremos parte do corpo Dele sem essas qualidades?

“Até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, ao estado de homem feito, à medida da estatura da plenitude de Cristo”. [Ef 4:13]

Cristo quando era ferido numa face, virava a outra. Cristo era perfeito, pleno, único. Todos os problemas que surgem é porque nós somos imperfeitos. Estamos buscando a perfeição mas, convenhamos, ainda não chegamos lá. Mas, por isso eu vou desistir? De jeito nenhum! Você está buscando a perfeição.

– O que o senhor está falando aí eu entendi que a coisa mais difícil que existe mesmo é mudar o ponto de vista de alguém. Às vezes, afirmamos pensar como Ele pensa, mas não pensamos, e a prova de que isso não acontece é o pecado. Não temos o ponto de vista de Deus. [Ir. Rafael – Ed.]

O Rafael mesmo quando chegou no nosso meio não sabia nem por onde começar, e já está falando assim, falando como gente grande [sorrisos]. Vocês vão falar também como gente grande. Quem está no nosso meio e não cresce é porque não quer crescer. Deus nos colocou aqui com essa finalidade, a de levar a igreja ao pleno conhecimento do Filho de Deus. Vocês façam o que quiserem, mas vocês estarão sabendo o que estão fazendo. Agora veja bem, por que Deus quis fazer a igreja crescer? Versículo 14:

“Para que não mais sejamos meninos, inconstantes, levados ao redor por todo vento de doutrina, pela fraudulência dos homens, pela astúcia tendente à maquinação do erro”. [Ef 4:14]

“Para que não mais sejamos meninos”. Jesus disse, certa vez: “Mas a quem compararei esta geração? É semelhante a meninos…”. As coisas que lamentavelmente ainda acontecem entre nós, se você for analisar, é coisa de menino, coisa de criança, não é coisa de adulto, de quem pensa como Deus, de quem tem o ponto de vista de Cristo. Aqui tem uma doutrina, aqui tem outra, ali tem outra… Se você for criança, você será levado de um monte para o outro, de um lado para o outro por essas doutrinas. Tribulação, angústia, muitas vezes, por causa de bobagem. São ventos de doutrina, fazendo ruindade, cometendo injustiça, dividindo pessoas, multiplicando o pecado. Isso é tudo o que o diabo quer, e tudo isso impede a igreja de chegar ao seu objetivo. Note bem de qual igreja estamos falando!

Creia que você é um filho de Deus, mas tema, como nós falamos ontem. Fique com essa certeza no seu coração, mas tema, não deixe de crer, porque o que te faz correr é essa fé, essa crença. Se você morrer neste caminho, você está salvo. Se você morrer hoje, nessa fé, você está salvo. Se você morrer amanhã, você morreu no caminho, não à beira do caminho. Você pode não ter chegado, mas é porque Deus estabeleceu o seu lugar. Deus estabeleceu que Moisés não entraria na Terra Prometida, mas isso não quer dizer que ele não tenha sido salvo. Ele foi, com certeza. “O santo, santifique-se ainda mais; o justo justifique-se ainda”. Só Deus sabe aonde Ele vai me levar, aonde eu vou chegar, qual é o  limite que Ele determinou para mim.

Deus quer que nós cresçamos? [Ninguém respondeu – Ed.]. O povo já está abatido, desmoralizado, fraco![Sorrisos – Ed.]. Ele quer que nós “cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo”. Deus quer que você conheça Cristo, a largura, a altura, a profundidade, o comprimento, conheça tudo sobre Ele. Este é o plano de Deus para salvação do homem, da humanidade. A igreja não pode ficar parada, não pode se limitar a fazer reuniões solenes e voltar para casa. Não pode! Deus não quer isso, Deus quer um povo dinâmico, Deus quer um povo que abra a boca, que fale, que ensine, que mostre. Deus não quer um povo envolvido com o mundo, querendo ficar rico, que só pensa em dinheiro! Deus quer um povo sábio, perfeito, pleno. Como é, não estou achando a palavra. Uma pessoa completa, realizada. Uma pessoa realizada, plena, que diz: “Senhor, a qualquer hora que o Senhor me chamar pode me levar que eu já estou preparado, plenamente realizado”.

Wender, Júnior é isso aí? Vocês acham que nós concluímos? Concluímos, Ramiro? Paula, irmão João, Cida, começamos de que jeito? O reino de Deus é este monte. E o resto? O resto é a grande Babilônia, confusão total. “Caiu, caiu, a grande Babilônia”. Sabem o que é a grande Babilônia? Lugar grande e confuso. A igreja saiu da confusão, a igreja largou a confusão. Você quer ficar com a confusão? Se você quiser fique, eu não vou ficar! Pense! Não aceite o que eu estou falando, pense primeiro. Pare num canto, pense. Aqui é o reino de Deus. Onde é o reino de Deus? Fora do Egito, um lugar onde você pode servir a Deus, ser livre. Comentários…

– Valeu, não valeu? Foi bom?

– Valeu demais, foi muito importante. Realmente a gente tem que deixar a justiça própria, abrir mão, porque nós precisamos alcançar essa justiça de Deus. Eu entendi, o senhor estava falando hoje, que ao comer da árvore do conhecimento do bem e do mal, o homem adquiriu isso, essa justiça própria e nós temos que deixá-la, através da palavra, da espada que guarda o caminho da árvore da vida. Somente assim para a gente adquirir essa visão, essa justiça de Deus. Quanto mais eu meditar, ler, mais os meus olhos serão abertos, mais vai melhorar a minha visão. [Ir. Cida – Ed.]

– Maninha, um comentário…

– Para mim fechou bem, principalmente quando foi falado onde é a casa de Deus, o monte. Este lugar é lá em cima, e o resto? O resto é a grande confusão. A nossa segurança é correr lá para cima. Vamos correr para ter o ponto de vista de Deus, para pensar como Deus e deixar toda esta confusão. [Ir. Suzane – Ed.]

– Sair dessa confusão! Deixa-me ver quem não falou até agora, quem não falou nenhuma vez… Rosemeire…

– Eu vejo assim, realmente deu para ficar bem concluído. O senhor começou falando sobre o Egito, que não tem como servir a Deus no Egito, e que faraó está dentro de nós. Para onde vamos sair? É para este monte, é subindo este monte. E chegar neste monte é você ter humildade, perdoar, até chegar à estatura do varão perfeito. Sem isso não tem como a gente ir para o reino de Deus, não vamos entrar lá com essas imperfeições. Cada dia a gente vai adquirir um pouquinho mais de Deus. Outra coisa que eu também achei muito importante é entesourar, encher, estar sempre abastecendo. Como? É lendo, meditando… [Ir. Rosemeire – Ed.]

– Muito bem! O Wilmar já falou, o Ramiro… O Lúcio não falou nenhuma vez…

– Eu acho que pela forma que foi começado o encontro, às vezes, a gente analisa muito este final. É importante relembrar o que foi falado no início. Primeiro, a gente tem que sair do Egito. Fisicamente, eu tenho que dar o passo inicial de fé para atingir este lugar onde eu possa servir a Deus. Depois, foi falado a respeito do tesouro, que o que impede a gente de servir a Deus é o fato de ajuntarmos tesouros aqui na terra, e não no céu. Se a gente vai gastando, tem que adquirir, senão como eu vou repor? É assim que a pessoa fica pobre, ela vai gastando e não repõe. No final, foi falado a respeito de subir nesse lugar, onde podemos servir a Deus. Eu entendi que foi uma seqüência de reuniões e temos que analisar todas elas para chegar ali. [Ir. Lúcio – Ed.]

– Agora, para fechar, Everardo, Júnior. Eu gostaria de ouvir a muitos, mas não vai dar tempo. Deus abençoe vocês, os nossos agradecimentos, porque daqui a gente já vai almoçar e… O pessoal que nos apoiou aqui graças a Deus… Tem um casal de irmãos que queria fazer a apresentação de um CD para a igreja. Deus abençoe! Que o CD de vocês tenha o maior sucesso possível. Infelizmente, a gente está nesse corre-corre danado.

– Eu ouvi, agora, na parte da manhã, o senhor falando uma coisa muito importante. A questão da unidade, de crescer, que realmente há muita divisão, muitas picuinhas, muitas coisas que mostram uma certa cegueira, como foi falado aqui no começo. Estamos presos e faraó nos cega, e a gente fica vendo outras coisas, cegos para Deus, para a justiça de Deus. E não havendo justiça de Deus nós pecamos, e nos tornamos desunidos, não veremos como Jesus vê. Muitas vezes, cometemos pecados, injustiças, e sequer sabemos que são pecados, injustiças, porque estamos cegos. Chegar lá em cima, no ponto de vista de Deus, é pensar como Deus, é procurar saber se a gente está andando,  se Deus está satisfeito com cada passo, com as nossas atitudes. Nós temos que largar, deixar toda prática do Egito, de faraó, se ele faz assim, se ele pensa assim, nós que estamos crescendo, nós precisamos procurar cada dia mais estar unidos na fé, no Espírito. [Ir. Walfredo Júnior – Ed.]

Vamos encerrar. Senhor, é isso mesmo? Senhor, é assim que nós temos que fazer? Este é o caminho que nós temos que caminhar? O Senhor está à nossa frente, Jesus está nos levando. Em que altura nós temos chegado? Será que nós temos força para continuar? Será que nós podemos suportar e continuar? Senhor, renove a nossa fé, a nossa força, anime o seu povo, traga alegria para que nós façamos tudo isso com alegria, com orgulho, com muito júbilo. Só de sermos escolhidos, de sermos achados dignos de seguir essa caminhada, de correr essa carreira, é para nós motivo de júbilo. Que nós façamos da melhor forma possível. Eu não sou digno, mas não fui eu, foi o Senhor mesmo quem me escolheu. Não fui eu quem escolheu o Senhor, não fui eu quem achou o Senhor, mas o Senhor foi quem me achou, o Senhor quem me encontrou e quem me chamou, e eu não pude resistir ao seu chamado, e o Senhor mandou que eu o seguisse. Eu não quero perder o Senhor de vista, eu quero tê-lo sempre à minha frente, bem perto de mim. Quero tê-lo sempre bem junto de mim nessa caminhada, nessa direção difícil, nesse chamado para ser filho de Deus. Ajuda-nos, meu Deus. Em tudo nos dê graça, nos dê força para não pecar contra Ti. Nós te agradecemos por tudo, pelo encontro, pela permissão de estarmos aqui. E que as igrejas  de Palmas, Paraíso, Araguaína, Goiânia, Mineiros, que os irmãos levem nas suas bagagens essa missão, esse chamado, essa convocação, de levar o monte do Senhor ao mais alto de todos os montes, de proclamar, de anunciar a sua justiça, de anunciar,  Senhor, que é chegada a hora de subir a casa do Deus de Jacó.

Se disseres a mim, lance a rede no mar

Sob Tua palavra lançarei minha fé

Se disserem enfim, vem e anda até mim

Sob as águas do mar certamente andarei

E se acaso eu vier me afundar

Percebendo a fúria do mar

Mesmo assim posso em Ti confiar

E não deixará que eu venha, na fé naufragar

Sim eu creio, sim eu creio, Senhor

Tua palavra encontrou lugar em meu coração

Mesmo que as circunstâncias contrárias estão

Pois sei que a Tua mão se estenderá

Sim eu creio, sim eu creio, Senhor

Os Teus sonhos e planos não foram em vão

Todos os seus propósitos se cumprirão

Eu creio em Ti, Senhor…

Eu queria que a Suzane cantasse aquela música dos Soldados Guerreiros. Aquela canção me chama muito a atenção porque mostra um povo disposto, que não se importou com as feridas. Como o Paes, se ele se importar com a ferida, der muita atenção para a ferida, ele não vai correr. São muitas as feridas, a nossa vida é cheia de feridas, o nosso corpo é marcado das chagas, pelas dores, mas a palavra de Deus vem como o bálsamo como foi mostrado aí, e quando nós cremos, o pecado é perdoado, o pecado é remido e a ferida é sarada. Muitas feridas, com certeza, estão sendo eliminadas…

Soldados guerreiros, que se levantam

Das ruínas já se pode ver

Que são peregrinos, foragidos,

Por uma pátria, lutam até o fim

Nunca bem vistos, mas sim perseguidos

Por tantos, tantos inimigos

Povo destemido, sempre unido

Nunca se dá por vencido

São soldados guerreiros, muitas vezes feridos

Mas nunca, nunca destruídos

Existe uma força é algo sobrenatural

Que faz esse povo ser assim tão especial

Os vejo correndo, salvando vidas

Não temem a morte, dando a própria vida

Os vejo cantando, os vejo louvando

Não se pode entender é algo sobrenatural

É algo sobrenatural…

Os soldados saíram aqui de baixo, das ruínas… Caminham em direção à pátria… Amém, nós estamos encerrando em nome de Jesus. O pessoal de Goiânia, vamos embarcar o mais rápido possível, dentro de vinte minutos nós vamos sair, meio dia em ponto, se Deus quiser, nós estamos saindo.Só um minutinho, eu quero fazer a apresentação desta criança. Nós temos não como doutrina nossa, mas como fé, de apresentar as crianças porque elas só vão ser batizadas quando elas estiverem pensando, decidindo por elas mesmas. Como nós vimos aqui, cada um vai ter que decidir por si mesmo se quer ou não seguir a Deus, mas, enquanto ela não pode fazer essa decisão, nós a apresentamos no templo, na presença de Deus. Senhor, aqui está o João Vítor, que o Senhor possa guardar esta criança até o dia que ela por si só decidirá por Ti, enquanto isso, guarde a sua mente, o seu coração, não permita, Senhor Deus, que ela seja invadida no seu sentimento, e nem deturpada a sua visão, que o Senhor guarde o seu caminho, a sua casa, a sua família, que os seus pais zelem pela sua fé, mostrem, preparem-na para que ela se encontre com o Senhor o mais rápido possível. E essa apresentação, Senhor, nós fazemos crendo que ela, com certeza, já tem o seu nome escrito no livro da Vida, que o Senhor permaneça assim, chamando o João Vítor, separando-o para Ti. Nós te agradecemos, Pai ,em nome de Jesus.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

PovodeDeus.org
Enviar via WhatsApp